Mas não se falam em preços, ao menos por enquanto

Durante a apresentação das tecnologias do Golf GTE, a Volkswagen se limitou a dizer que o esportivo híbrido seria lançado ainda em 2019. Mas basta procurar a novidade pelos concessionários da marca e ter uma data cravada pelos vendedores consultados por nossa reportagem. Todos falam em outubro, mas ninguém quis falar em preços ou sobre reservas das prováveis poucas unidades que serão importadas da Alemanha. 

Galeria: VW Golf GTE - Brasil

O Golf GTE será a primeira aposta da Volkswagen no mercado de híbridos no Brasil. Une o motor 1.4 TSI a um motor elétrico na transmissão de dupla embreagem e seis marchas. Segundo a marca, seu maior trunfo será a possibilidade de rodas na cidade no modo puramente elétrico pela boa potência do motor elétrico (102 cv) com autonomia de cerca de 50 km com velocidade máxima de 130 km/h. Acima disso, o motor a combustão entra em ação e, no modo GTE, geram 204 cv e 35,7 kgfm de torque - números próximos ao do Golf GTI.

Com o pacote de equipamentos esperado para o GTE, que inclui painel de instrumentos em TFT e piloto automático adaptativo, entre outros, o Golf GTI custa R$ 166.285. Ou seja, o GTE, que é importado da Alemanha, chegar aos R$ 180 mil não é difícil. Veremos em outubro se os concessionários estiverem certos.