Primeiras impressões VW Amarok V6 - Maldade no coração

A primeira aparição pública dela foi em novembro de 2016, no Salão do Automóvel. Foi uma apresentação tímida, no fundo do estande da VW, em uma plataforma giratória um pouco longe da multidão. Depois disso, ficou a expectativa de seu lançamento como opção mais potente à versão 2.0 TDI (180 cv e 42,8 kgfm de torque). Até que em dezembro do ano passado começou - e acabou - a pré-venda. Estamos falando da Amarok V6, que somente agora é lançada oficialmente. Será que tanta espera valeu a pena? É o que fomos conferir no primeiro test-drive da picape.  

Leia também:

O que é

A única novidade da Amarok 2019 (sim, a VW já está colocando nas lojas a linha 2019 da picape) é o motor. Trata-se de um V6 de 3.0 litros com espaçamento de 90º entre as duas bancadas de cilindros e turbo de geometria variável, movido a diesel. É o mesmo usado pela Audi em modelos como o Q7, porém com calibração mais conservadora. São 225 cv de potência e 56,1 kgfm de torque, além de uma "mágica" chamada Overbooster, para a alegria da turma que tem o pé pesado. Com o recurso, são 20 cv a mais e até 4 kgfm extras que entram em ação por até 10 segundos quando aceleramos a fundo. 

VW Amarok V6

A transmissão é a mesma da versão de 4 cilindros, com câmbio automático ZF de 8 marchas e o sistema de tração integral "4Motion" automático. O conjunto, no entanto, foi re...