Teste Instrumentado Fiat Toro Freedom 2.0 turbodiesel 4x4 - Na medida certa

Antes da Fiat Toro, compradores de picapes a diesel tinham de optar apenas por modelos médios, como a Chevrolet S10, Ford Ranger e Toyota Hilux, entre outras. Além de mais caras, elas são grandes e pouco práticas no uso urbano. A grande sacada da Fiat então foi oferecer sua então novidade com a motorização 2.0 diesel, de 170 cv e 35,7 kgfm, com câmbio manual de 6 marchas ou automático de 9 marchas, em versões 4x2 (somente manual) ou 4x4. 

Fiat Toro Freedom 2.0 turbodiesel AT9

Porém, quem desejava ter o câmbio automático com o motor 2.0 era obrigado a optar pela versão topo, a Volcano, cujo preço se aproximava demais das rivais maiores. A solução foi apresentada com a linha 2017 da Toro, finalmente dando a opção de câmbio automático e motor a diesel numa versão mais em conta, a Freedom. É o carro que você vê aqui. 

O que é?

Por R$ 30.600 extras, a Toro Freedom troca o 1.8 flex de 139 cv e 19,3 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas e tração dianteira, pelo 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm com câmbio automático de 9 marchas e tração 4x4 com distribuição de torque automática entre os eixos. 

A lista de equipamentos é exatamente a mesma da versão flex, com itens como controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, piloto automático, computador de bordo e outros itens básicos, como direção elétrica, ar-condicionado e conjunto elétrico. Até mesmo a estrutura, como acontece com os Jeep Compass e Renegade, é compartilhada por todas as versões. Visualmente, só se diferencia pelos log...