Modelo de origem chinesa ficará posicionado entre o Tracker e o Equinox

O Chevrolet Trailblazer está de volta aos Estados Unidos. Só que não será o modelo que conhecemos como SUV baseado sobre o chassi da picape S10. A versão para os americanos será a mesma foi que revelada no Salão de Xangai (China) em abril, um crossover mais urbano para atuar no mesmo segmento de Hyundai Tucson, Jeep Compass, Mitsubishi Eclipse Cross e, em breve, Volkswagen Tarek.

Galeria: Chevrolet Trailblazer 2020 (EUA)

O novo portfólio da GM terá duas plataformas. Uma será a GEM, feita para países emergentes (como o Brasil), enquanto a outra será a VSS, para mercados desenvolvidos. O novo Trailblazer será construído com a VSS, o que também o deixará maior do que o Tracker. A marca não divulgou suas medidas ou motorização, apenas confirmou o posicionamento de mercado entre o Tracker e o Equinox - o que cairia como uma luva também no mercado brasileiro, onde o Compass nada de braçada nesta seara. 

A identidade do Trailblazer se aproxima do novo Blazer, com o mesmo estilo de grade e faróis. A fabricante diz que será um carro de lifestyle, para andar nas cidades, e terá até uma versão RS com pintura em dois tons e aspecto esportivo.

O único detalhe adiantado pela empresa é uma série de equipamentos de segurança. Como padrão, o modelo contará com frenagem automática de emergência, assistente de permanência em faixa e detector de pedestres. Pagando um pouco mais, poderá receber controle de cruzeiro adaptativo e uma câmera de ré de alta definição.

Galeria: Chevrolet Trailblazer (China)

Ainda não há informações sobre a motorização do novo Chevrolet Trailblazer para os EUA. Rumores na China dizem que deve adotar o mesmo motor 1.3 turbo de até 163 cv, usado na minivan Orlando, combinado ao câmbio manual ou automático, ambos de 6 marchas. Resta agora aguardar um pouco mais, já que o lançamento será apenas no início de 2020.

Fotos: divulgação