Lista inclui ainda as reestilizações do Compass, que vai ganhar motor turboflex, e do Equinox

Os SUVs compactos podem representar a maior parte das vendas da categoria, mas agora as fabricantes estão de olho em modelos de maior valor agregado. Ou seja, a atenção passou para o degrau acima, onde estão os SUVs médios, mais caros e, consequentemente, mais rentáveis, como o Jeep Compass provou ao se tornar uma das galinhas dos ovos de ouro da FCA no Brasil.

Sendo assim, o que não falta é gente querendo uma fatia deste apetitoso bolo. Haverá diversos lançamentos de diferentes marcas desembarcando por aqui até 2023, e com posicionamentos bem distintos: desde opções abaixo de R$ 150 mil até modelos híbridos por mais de R$ 200 mil. Motor1.com apresenta agora um levantamento com todos os SUVs médios que serão lançados nos próximos anos. Confira!

Volkswagen Tarek

VW Tarek 2021

O que é?

O próximo grande lançamento da Volkswagen no Brasil será o projeto Tarek, um SUV médio que servirá de opção abaixo do Tiguan. Ele guarda semelhanças com o Tiguan, como a platafroma MQB, mas com algumas diferenças, como porte e motorização. Para começar, só terá o motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque, sempre combinado ao câmbio automático de 6 marchas. Também será menor, medindo 4,45 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,63 m de altura e 2,69 m de entre-eixos. Assim, não terá versão de 7 lugares, uma exclusividade do Tiguan.

O Tarek (que terá outro nome na versão de produção) virá com o objetivo claro de roubar clientes do Jeep Compass nas versões mais baratas, custando algo entre R$ 130 mil e R$ 150 mil - valores que o posicionam entre o T-Cross e o Tiguan Allspace. Já vimos como o carro pode ficar, pois ele foi flagrado no México, onde ele também será produzido para abastecer o mercado norte-americano. E também já sabemos de alguns equipamentos que ele terá, como faróis Full-LED, multimídia com GPS nativo, piloto automático adaptativo e o volante que estreou no Nivus, incluindo o novo logotipo da VW.

Quando chega?

Para que tenha preços competitivos o suficiente para enfrentar o Compass, o Tarek terá produção na Argentina. O nome do modelo final será revelado ainda neste mês, mas o lançamento, antes previsto para o começo de 2021, pode ser atrasado para meados do ano que vem.

Volkswagen Tiguan reestilizado

Volkswagen Tiguan R-Line 2021

O que é?

Importado do México, o Volkswagen Tiguan domina as vendas dos SUVs médios com 7 lugares. Recentemente reestilizado na Europa, adotou um estilo mais parecido com o do Touareg. O destaque mesmo é a adoção de novas tecnologias, como a nova central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, e um sistema de condução semi-autônoma mais avançado.

Também passa a contar com uma variante esportiva, chamada Tiguan R de 320 cv, e uma eletrificada Tiguan eHybrid, com 245 cv e autonomia de até 504 km. Este último é o único que deve pintar também no Brasil, como parte da estratégia de oferecer 6 carros elétricos e híbridos no país. Também deve manter os modelos Comfortline 1.4 turbo e R-Line 2.0 turbo, deixando de oferecer a versão de entrada 250TSI para abrir espaço ao Tarek.

Quando chega?

Apesar dele já ter sido apresentado na Europa, o Tiguan renovado ainda deve demorar um pouco a chegar aqui. Como ele vem do México, precisamos aguardar a mudança local, que está prevista somente para o 1º semestre do ano que vem. A chegada ao Brasil deve acontecer logo em seguida, possivelmente em meados de 2021.

 

Ford Territory

Galeria: Ford Territory 2021

O que é?

A principal novidade da Ford para o Brasil em 2020 é a chegada do Territory, SUV médio produzido na China e que foi apresentado ao público no Salão do Automóvel de 2018. No caso deste modelo, trata-se de um rebadge (ou seja, trocou o logo) do Yusheng S330. Com 4,58 metros de comprimento, ele fará a ponte entre o EcoSport e o Bronco Sport (que ainda não chegou ao país).

Quando chega?

A marca já iniciou a pré-venda do Territory, custando R$ 165.900 na versão SEL e chegando a R$ 187.990 na variante Titanium. As entregas começarão no início de setembro.

 

Ford Escape

Ford Escape Hybrid 2020

O que é?

Além do Territory, a Ford prepara a chegada de mais dois SUVs médios ao Brasil. Um deles será o Escape, que sempre foi o crossover derivado do Focus e que enfim será oferecido por aqui. Ele virá na versão híbrida (motor 2.5 a gasolina mais um elétrico para um total de 203 cv, se posicionando contra o Toyota RAV4 Hybrid e, futuramente, contra o Jeep Compass 4xe e o Volkswagen Tiguan eHybrid. Ele deve vir na variante híbrida convencional, ao invés da plug-in, importada dos EUA.

Quando chega?

A Ford prometia 9 lançamentos no Brasil para este ano e nossas fontes diziam que o Escape estava entre eles. No entanto, ainda não sabemos o impacto que a pandemia de coronavírus teve no cronograma da marca. Por isso, há chances de que a estreia fique apenas para 2021.

 

Ford Bronco Sport

O que é?

O Ford Bronco Sport será o terceiro SUV da marca a chegar até o final de 2021 ao Brasil. Feito sobre a plataforma do Escape, ele se diferencia pela preparação para fazer trilhas, contando com tração integral e bloqueio do diferencial em todas as versões. Produzido no México, ele poderá vir para cá sem paga Imposto de Importação, aproveitando o acordo de comércio entre os países, o que ajudará a ter preços competitivos para o segmento.

Será vendido nos EUA com motor 1.5 turbo de 184 cv e 2.0 turbo de 248 cv, sempre com o câmbio automático de 10 marchas. Até o momento, não há qualquer indício que receberá uma variante diesel. Para cá, a 2.0 é a mais cotada. 

Quando chega?

O plano da Ford era lançar o Bronco Sport na América do Sul ainda em 2020. Porém, como a produção atrasou por alguns meses, ele só começará a ser vendido por Estados Unidos no final do ano. E, como o país é a prioridade, o lançamento por aqui ficará apenas para o ano que vem.

 

Jeep Compass 1.3T e híbrido

Jeep Compass reestilizado - Flagra

O que é?

A vida fácil do Jeep Compass não irá durar muito tempo. Com cada vez mais rivais a caminho, a Fiat-Chrysler sabe que precisa atualizar seu SUV médio para que ele continue liderando o segmento. E, para isso, uma das apostas será a adoção do motor 1.3 turboflex da linha Firefly, que começará a ser produzido no Brasil em outubro. Esta motorização já é oferecida na Europa, nas versões de 130 cv e 150 cv, mas é dito por aqui que deve ter 180 cv no etanol.

O motor fará parte da linha 2022 do Compass e virá acompanhada de algumas alterações no visual, incluindo o interior. Um flagra do carro na Índia mostra que terá uma central multimídia maior e posicionada mais acima no console. As mídias asiáticas dizem que receberá carregador por indução para smartphone e painel de instrumentos totalmente digital. Já na parte externa, deve ganhar faróis e grade mais finos, além de lanternas com novo arranjo de luzes. Outra novidade ficará por conta da versão híbrida plug-in 4xe (1.3 turbo + motor elétrico), que será importada da Europa em meados do ano que vem.

Quando chega?

Como só veremos o motor 1.3 turbo na linha 2022 do Jeep Compass, a estreia obviamente acontecerá somente no ano que vem, conforme Motor1.com adiantou desde o começo. O presidente da FCA no Brasil, Antonio Filosa, já havia dito que a renovação do SUV estava prevista para o 1º semestre de 2021 e tudo indica que este plano não foi alterado.

 

Jeep 7 lugares

Jeep de 7 lugares - Flagra

O que é?

A Jeep trabalha em seu terceiro modelo nacional, e ele será um SUV acima do Compass. Este utilitário maior irá se diferenciar por ter capacidade para 7 pessoas e já foi avistado em testes. Fontes ligadas à marca disseram que ele terá uma identidade própria e que "será mais do que um Compass esticado", com uma plataforma ligeiramente diferente, por usar "soluções da Europa".

Quando chega?

A princípio, o modelo de sete lugares da Jeep, que será produzido em Goiana (PE), estava previsto para o 1º semestre do ano que vem. Porém, com os atrasos provocados pela pandemia, ele pode ter sido um dos modelos que foram adiados pela fabricante. Na melhor das hipóteses, iremos conhecê-lo na segunda metade do ano que vem. 

 

Toyota Corolla Cross

O que é?

O Toyota Corolla ganhou uma derivação crossover e, sem surpresas, foi batizado como Corolla Cross. O modelo foi apresentado na Tailândia, onde ele estará nas concessionárias em setembro, e já tem passaporte carimbado para o Brasil. Seu design traz alguns elementos do RAV4 e do Yaris Cross europeu, mas o resto é tudo Corolla, desde a plataforma TNGA-C até as motorizações, com o 1.8 híbrido de 122 cv e, para o Brasil, também o 2.0 de 177 cv. Por aqui, deve ter uma ligeira mudança no entre-eixos, mais longo que o original, e também ganhar uma suspensão traseira independente, como no sedã. 

Quando chega?

Oficialmente, a Toyota desconversa e diz que "não comenta sobre lançamentos futuros". No entanto, Motor1.com apurou em primeira mão que este será o crossover que a marca irá produzido em Sorocaba (SP) a partir de 2021, onde foram investidos R$ 1 bilhão para preparar a fábrica. O lançamento acontecerá no ano que vem, ainda sem data definida.

 

Honda CR-V Hybrid

Honda Accord e CR-V Hybrid - Primeiras impressões

O que é?

Uma das poucas marcas que ainda não oferecem um veículo eletrificado no Brasil, a Honda finalmente irá tirar esse atraso e promete três modelos até 2023. O primeiro deles será o sedã Accord, mas tudo indica que o seguinte será o SUV CR-V Hybrid, para tentar repetir o sucesso do Toyota RAV4 Hybrid.

Sua mecânica é formada pelo motor 2.0 aspirado de quatro cilindros junto com dois propulsores elétricos. No mercado europeu e americano, ele entrega 184 cv e 32,1 kgfm, enquanto a versão chinesa chega a 215 cv. O consumo da variante chinesa é de 20,4 km/litro. Como não é um híbrido plug-in, ele tem uma bateria de apenas 1,3 kWh, funcionando de forma semelhante ao RAV4.

Quando chega?

Não há informações sobre qualquer atraso nos planos de eletrificação da Honda. Caso eles estejam mantidos, o CR-V Hybrid desembarcará por aqui até 2023. No entanto, há indícios de que essa estratégia pode sim ter sido alterada, já que o Accord Hybrid, prometido para este ano, ainda não deu as caras por aqui.

Nissan X-Trail

Nissan X-Trail 2021 (Rogue)

O que é?

Promessa antiga da Nissan, o X-Trail finalmente chegará ao Brasil, agora que trocou de geração. Também conhecido como Rogue em alguns mercados, o crossover médio traz uma nova identidade visual, que será usada também pelo Qashqai/Rogue Sport, seu irmão levemente menor.

No momento, o X-Trail é vendido apenas com o motor 2.5 aspirado de 183 cv, combinado ao câmbio CVT, mas a marca promete uma variante eletrificada. Na geração anterior, o X-Trail tinha uma opção híbrida plug-in (que foi mostrada no Salão do Automóvel de São Paulo 2018), mas os rumores dizem que ele irá receber uma versão e-Power, com o mesmo sistema que veremos no Kicks reestilizado, ou seja, com o motor a combustão servindo apenas como gerador.

Quando chega?

A estreia do X-Trail pode levar mais tempo do que esperávamos. A imagem que vazou recentemente com os planos da empresa para o Brasil não mostrava o crossover, indicando que seu lançamento não está marcado nem mesmo para 2021, o que pode ser uma consequência da pandemia. Na melhor das hipóteses, ele deve aparecer por aqui em 2022.

 

Citroën C5 Aircross

2017 Citroen C5 Aircross

O que é?

Primo do Peugeot 3008, o Citroën C5 Aircross é o substituto espiritual da minivan Grand Picasso em nosso mercado, mas agora alinhada ao gosto pelos crossovers e SUVS. Ele compartilha a plataforma EMP2 com o modelo da Peugeot. Suas diferenças estão no design, tanto externo quanto interno, seguindo a identidade usada pela empresa em outros carros.

O C5 Aircross mede 4,51 metros de comprimento, 1,86 m de largura, 1,70 m de altura e 2,73 m de entre-eixos, enquanto o porta-malas tem capacidade para 570 litros. É bem equipado, com controle de cruzeiro adaptativo, frenagem automática de emergência, painel de instrumentos digital e outros itens. Embora na Europa ele tenha motores diferentes, como o 1.2 turbo, por aqui podemos esperar pelo conhecido 1.6 THP de 165 cv e 24,5 kgfm, abastecido apenas com gasolina, e combinado ao câmbio automático de 6 marchas.

Quando chega?

A promessa da Citroën era lançar um carro novo por ano até 2023 e, inicialmente, o C5 Aircross era esperado para o começo de 2020. Sua chegada havia sido confirmada no Salão de Paris de 2018, quando o carro foi revelado. No entanto, até agora ele não apareceu por aqui, nem mesmo em testes, indicando que deve atrasar e pode chegar somente no ano que vem.

 

Chevrolet Equinox facelift

Galeria: Chevrolet Equinox 2021

O que é?

Revelado nos Estados Unidos em fevereiro, o Chevrolet Equinox renovado adota uma identidade visual mais próxima do novo Blazer, alterando a grade frontal e os faróis, além de uma alteração leve nas lanternas. Também ficou mais equipado com a adição de frenagem automática de emergência, faróis automáticos e assistente de permanência em faixa como itens de série. Por um custo a mais, recebe câmera 360°, controle de cruzeiro adaptativo e mais.

Outra mudança que acontecerá no lançamento do carro nos EUA será o fim do motor 2.0 turbo de 262 cv, emprestado do Camaro. Segundo rumores, 93% dos clientes nos Estados Unidos preferem o 1.5 turbo de 172 cv do que o 2.0 turbo, motivando a GM a mexer na linha. O crossover já tinha perdido também o 1.6 turbodiesel. Ainda não se sabe se isso irá afetar outros mercados.

Quando chega?

O Chevrolet Equinox reestilizado deveria chegar ao Brasil neste ano, como um dos 7 lançamentos prometidos para o nosso mercado ao longo de 2020. No entanto, ele só irá estrear no ano que vem, pois a marca adiou seu lançamento até mesmo nos Estados Unidos, por conta do fechamento das fábricas da própria empresa e de seus fornecedores durante a pandemia.