Depois de confirmar sua chegada em agosto, a J.Toledo do Brasil, responsável pela operação nacional da Suzuki, finalmente apresentou a nova geração da V-Strom 1050 para nosso mercado. A moto já pode ser adquirida nas lojas cujo faturamento envolve a divisão de Manaus (AM) da empresa, enquanto as concessionárias que faturam por meio de Jundiaí (SP), aceitarão pedidos a partir de 18 de outubro.

A nova Suzuki V-Strom 1050 será oferecida por aqui apenas na versão XT com três opções de cores: preta, amarela e laranja. A moto foi inicialmente apresentada para os mercados globais em 2019 e levou quase dois anos para desembarcar no Brasil. Um dos pontos altos da novidade é o visual, que foi inspirado na antiga Suzuki DR 750 de 1988.

Suzuki V-Strom 1050 XT 2022

O novo farol tem formato hexagonal com iluminação por lâmpadas de LED, acompanhado por um novo para-brisa ajustável e novos protetores de mão com desenho mais angulado. O bico pronunciado da moto é uma homenagem ao modelo da década de 1980. Já o painel de instrumentos agora é digital e mais completo, incluindo informações de computador de bordo. No Entanto, a tela é de LCD e não TFT, mais sofisticado e encontrado nas rivais.

A nova geração da aventureira da Suzuki manteve o motor bicilíndrico em V de 1.037 cm³ de capacidade, porém com novo ajuste que aumentou a potência de 100 para 107 cv, enquanto o torque é de 10,5 kgfm. O propulsor também foi trabalhado para atender às normas Euro 5 de emissões. Entre as novidades, o motor refrigerado a líquido recebeu duas velas por cilindro, borboletas de admissão eletrônicas e acelerador eletrônico. A transmissão permanece com 6 velocidades, mas ganhou embreagem assistida.

Suzuki V-Strom 1050 XT 2022

A versão XT da nova Suzuki V-Strom 1050 é a mais completa da linha nos demais mercados. Por aqui, ela trará de série itens como controle de tração ajustável em três níveis, assistente de partida em rampa, controle de carga para auxiliar a frenagem e controle de cruzeiro. Ela também possui cavalete central, assento com ajuste de altura e tomada 12V no painel.

A suspensão dianteira tem garfo dianteiro invertido, enquanto a traseira tem um monoshock. Ambos têm regulagem manual. As rodas são raiadas, com 19 polegadas na dianteira e 17 na traseira. A Suzuki declara um peso em ordem de marcha de 247 kg, enquanto a posição original do banco está a 850 mm de altura do solo. A moto recebeu ainda um tanque maior, de 20 litros.

Até o momento, a Suzuki permanece oferecendo em seu site a antiga V-Strom 1000 XT/A, por R$ 68.994, e ainda não informou quando (ou se) o modelo sairá de linha. Quem quiser a nova V-Strom 1050XT terá que desembolsar a partir de R$ 84.900.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com