Pesquisas mostram o ancião Challenger com mais de 15 mil unidades vendidas no segundo trimestre de 2021

O segundo trimestre de 2021 é certamente um período que a Ford deve querer esquecer logo. A escassez global de microchips está afetando muito a fabricante e, a julgar pelos números de vendas divulgados em junho, a marca está sofrendo muito mais que seus concorrentes nos Estados Unidos.

Pesquisando sobre o desempenho geral de vendas da Ford durante a primeira metade de 2021 notamos que, surpreendentemente, a RAM e a Chevrolet superaram a - até então invencível - F-Series no segundo trimestre. Falando mais precisamente do Ford Mustang, desculpem os fãs, mas foi um período de apenas mais do mesmo, já que o ancião Dodge Challenger conseguiu superá-lo em vendas por uma pequena diferença.

Somando tudo, 14.676 Mustangs foram entregues nos Estados Unidos durante o segundo trimestre de 2021. Isso representa um pequeno declínio de 6,6% em comparação com 2020, que também não foi o melhor momento para se estar no setor automotivo. 

Galeria: Dodge Challenger SRT Hellcat Redeye 2020

A Dodge vendeu mais de 15 mil Challengers no mesmo período, e apesar da desaceleração da produção, não foi uma perda se comparar a relação ano a ano. Pelo contrário, houve um ganho de 52% em relação a 2020. Aparentemente, a pandemia do COVID-19 prejudicou tanto a Dodge ano passado com a falta de chips quanto está agora prejudicando a Ford. Mesmo assim, vale ressaltar que o Challenger tem 13 anos. 

Enquanto isso, as notícias que envolvem o rival do Mustang são ainda piores. O Chevrolet Camaro registrou apenas 2.792 vendas no mesmo período, representando uma queda enorme de 58,2% em relação ao ano passado. Para colocarmos no papel, a Ford vendeu a quantidade de Mustangs em junho quanto a Chevrolet vendeu de Camaros durante o outono (primavera nos EUA). Há rumores de que a GM manterá o Camaro vivo até 2026, mas os números de vendas diminuem a cada período, e os executivos da fabricante estão certamente sentindo isso.

A escassez global de chips e os atrasos na produção estão prejudicando as vendas dos três cupês, mas a crise do componente eletrônico não é inteiramente culpada por essa mudança de mercado. As vendas do Camaro e do Mustang diminuíram constantemente nos últimos anos, enquanto as vendas do Challenger se mantiveram estáveis. Esta também não é a primeira vez que a Challenger superou o Mustang por um período de vendas específico, embora o modelo do cavalo empinado tenha mantido o status de mais vendido em seu segmento.

No entanto, 2021 pode ser o ano em que tudo muda. Com seis meses de queda, o Mustang lidera o Challenger na corrida de vendas com apenas 3.638 unidades. Especificamente, 33.786 Mustangs foram entregues até agora, em comparação com 30.148 Challengers e apenas 9.881 Camaros. Mesmo que a Ford tenha contornado a escassez do chip, é bem possível que o bom e velho Challenger - com seu legado de fãs - possa derrubar o Mustang até o final de 2021.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com