As fabricantes acham que não há limite para os SUVs no mercado - e parecem estar certas

O BMW X8 não era nem uma ideia há alguns meses, e agora ficamos sabendo que a marca pretende lançá-lo no início de 2020. Segundo a Autocar, a fabricante alemã já discutiu sobre o SUV-cupê e chegou à decisão de que vale a pena produzi-lo, ficando no topo da linha da empresa e brigando diretamente com o Audi Q8, que estreia neste ano.

A BMW já fez todo o trâmite legal para registrar o nome "X8" em todos os países. Enquanto a fabricante ainda não disse oficialmente que planeja um X8, o chefe de desenvolvimento da marca, Klaus Fröhlich, admitiu recentemente que há espaço para um SUV ainda mais caro. Ele ainda disse que ele vê uma oportunidade para um novo modelo posicionado acima do X7 - que, a propósito, será revelado pronto para produção no 2º semestre, quando também iremos conhecer a nova geração do X5.

Leia também:

Acredita-se que a BMW ainda não decidiu se o X8 será uma versão com ares de cupê do X7 ou um derivado mais equipado e com entreeixos alongado. Independente da decisão, o X8 será oferecido somente com quatro ou cinco assentos, com duas fileiras de bancos, ao contrário do X7 que tem uma terceira fileira e conta com sete assentos.

A Autocar aponta a diferença de tamanho entre o X7 e o Mercedes-Benz GLS, sugerindo que há espaço na linha para um BMW X maior que esteja mais próximo do rival da Mercedes. O GLS ainda receberá uma versão Maybach em breve. Se a BMW decidir que é melhor que o x8 seja um X7 alongado do que com visual de cupê, a plataforma usada pode ser uma mistura da base CLAR e da nova Architecture of Luxury que a Rolls-Royce usou para criar o Cullinan.

Independente do formato que tiver, o X8 será facilmente o carro mais caro da BMW. Será interessante ver se o velho rumor de um X7 de quatro lugares e com preço acima dos US$ 100 mil (aproximadamente R$ 374,8 mil) irá virar realidade na forma do X8.

Fonte: Autocar

Galeria: BMW Concept X7 iPerformance