A Stellantis realizou uma convenção com acionistas onde divulgou os próximos passos para o Grupo. Apesar de os planos serem para a atuação global da empresa, alguns dos anúncios devem afetar também o Brasil, principalmente quando se trata dos produtos da Jeep, pois foi falado a respeito do futuro do Renegade e do Compass.

Falando especificamente do Compass, a Stellantis confirmou durante a convenção que a próxima geração de seu SUV médio ganhará uma nova geração em algum momento de 2027. Anteriormente, algumas especulações diziam que o modelo poderia chegar renovado já em 2025. A Stellantis também afirmou que o Compass permanecerá tendo um alcance global, o que implica que a renovação do modelo também deve chegar ao Brasil.

Jeep Compass 2025 - Projeção

O que sabemos sobre o novo Compass?

Um dos primeiros grandes lançamentos da Jeep depois do comando de Antonio Filosa, o próximo Compass será estratégico e terá a missão de dar seguimento ao ótimo desempenho comercial do modelo atual. Para tanto, apostará forte em aspectos como tecnologia, e eficiência energética, além de refinamento interno e segurança.

Para começar, o modelo deixará de lado a plataforma Small Wide 4x4 e passará a ser construído sobre a moderna base STLA Medium. A arquitetura é recém-desenvolvida e acabou de estrear nas novas gerações de Peugeot 3008 e Opel Grandland. Será adotada por uma série de modelos médios do grupo Stellantis, podendo comportar powertrains tradicionais, híbridos e elétricos.

Jeep - Planos até 2027

Graças à nova base, o próximo Compass ficará bem maior e assumirá de vez o papel de SUV médio da Jeep. O tamanho exato ainda é mistério, mas a própria STLA Medium dá pistas. De natureza modular,  a arquitetura acomoda veículos com comprimentos que podem variar entre 4,3 e 4,9 metros, além de entre-eixos de 2,7 a 2,9 metros. Ou seja, tanto veículos do segmento C quanto do D. Para efeito de comparação, o Compass atual mede 4,40 metros de comprimento e 2,63 metros de entre-eixos.

Jeep Compass 2025 - Projeção

Outros detalhes antecipados pela plataforma são técnicos. A estrutura da base permite arquitetura elétrica de 400 volts e suporta motores elétricos com potências entre 220 cv e 390 cv, indicando que a versão EV do próximo Compass seguirá por esse caminho. Além disso, tem capacidade de carregamento de 20% a 80% em 27 minutos e acomoda baterias de até 98 kWh, entregando autonomia de 500 km a 700 km.

A estreia deve começar pela Europa e América do Norte. No Brasil, a produção continuará concentrada na fábrica de Goiana (PE), mas ainda não tem data exata para ser iniciada. O lançamento fará parte de novo ciclo de investimentos da Stellantis por aqui, que prevê R$ 30 bilhões e 40 novidades até 2030.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com