Compacto é vendido em países da América Latina com apenas um airbag

Anunciados desde o final de 2019 e oficializado última segunda-feira (26) , o novo protocolo de avaliação do Latin NCAP acaba de render os primeiros resultados. O veículo responsável por inaugurar as novas regras foi o Kia Picanto (também chamado de Morning), que decepcionou ao repetir a performance negativa registrada no último teste promovido em 2016.

Conforme explica a entidade, o compacto produzido na Coreia do Sul foi classificado com zero estrela por não oferecer níveis de segurança adequados para os ocupantes. Equipado com airbag apenas do lado do motorista, o modelo registrou 0% de proteção para Ocupante Adulto, 29% para Ocupante Infantil, 51% para Proteção de Pedestres e 7% em Assistência à Segurança.

Galeria: Kia Picanto - Latin NCAP

Além disso, o veículo recebeu críticas por não oferecer sistema de freios ABS ou controle eletrônico de estabilidade (ESC) como equipamentos de série. Os airbags laterais para a cabeça não estão disponíveis nem como opcionais. Nem mesmo a oferta de airbag frontal duplo melhoraria a classificação do modelo, já que a proteção do ocupante adulto continuaria a pontuar abaixo da porcentagem mínima para atingir até mesmo uma estrela, diz o órgão.

Ao todo, a bateria de testes incluiu provas de impacto frontal, impacto lateral, chicote cervical (whiplash) e proteção para pedestres. No primeiro caso, o tórax do motorista e do passageiro obteve resultado de proteção ruim (cor vermelha), principalmente em decorrência das cargas elevadas e instabilidade estrutural. No impacto lateral, o tórax apresentou proteção insuficiente, com zero de pontuação.

O teste de whiplash também mostrou proteção cervical deficiente. O impacto lateral de poste não foi executado porque o veículo não tem proteção lateral padrão para a cabeça. O Latin NCAP esclarece que o Picanto não está em conformidade com os regulamentos da ONU sobre proteção de pedestres e não recomenda a compra de veículos sem ESC, proteção de pedestres, airbags laterais de corpo e cabeça e carros zero e uma estrela.

Kia Picanto - Latin NCAP

"É decepcionante que um fabricante global de veículos como a Kia ofereça o Picanto com seis airbags, proteção para pedestres e ESC padrão por 8.700 euros nos mercados europeus, sendo que na América Latina o veículo proporciona níveis tão baixos de segurança, e nem sequer a segurança do veículo comercializada na Europa é oferecida como opcional", disse Alejandro Furas, secretário-geral do Latin NCAP.

A versão avaliada, vale lembrar, é oferecida em diversos países latino-americanos, mas não é vendida no Brasil. A última passagem comercial do modelo por aqui foi em 2018.

Fotos: Latin NCAP