Sedã é cotado para substituir geração antiga do Aveo, enquanto novo Tracker nacional entrará no lugar do mexicano

Uma maneira de equilibrar as contas e aumentar o volume de produção no Brasil será a exportação. A General Motors quer aproveitar a nova linha de carros globais feita por aqui e pode enviá-la para México. O site Al Volante ouviu de fontes que o Tracker mexicano terá sua produção encerrada nos próximos meses e será substituído pela nova geração feita no Brasil, aproveitando o novo acordo de livre comércio entre os dois países para trazer mais modelos. E o Onix Sedan ainda deve entrar no lugar do Aveo importado da China.

Galeria: Chevrolet Tracker 2020

O fim do Chevrolet Tracker mexicano foi revelado por fontes ligadas ao governo de San Luís Potosí, onde fica a fábrica da General Motors no país. Esta mudança acontecerá nos próximos meses, já que a produção no Brasil só começará no 2º semestre – com lançamento em 2020. A mesma fonte disse não saber o motivo real para a GM encerrar a fabricação local, "mas com certeza teremos outros anúncios importantes para o pleno funcionamento da planta, que é um complexo industrial de atenção vital para nós."

Galeria: Chevrolet Trailblazer (China)

E os EUA? Tudo indica que eles receberão outro modelo, o novo Trailblazer. Não é o mesmo SUV que temos aqui, baseado na picape S10, e sim a versão mostrada na China, maior do que o Tracker e que utiliza uma plataforma mais sofisticada. Além disso, o crossover traz um design mais próximo do novo Blazer vendido nos EUA ao invés de aproximar-se do chinês Orlando.

Chevrolet Sail 3:

Além do Tracker, outro modelo que terá mudanças no México será o sedã Aveo, uma versão rebatizada do chinês Sail. Outras fontes ouvidas pelo Al Volante disseram que a GM não irá mais importar o modelo chinês, substituindo-o por um carro feio no Brasil. A publicação diz que nosso país irá fazer o Aveo, mas na verdade estão falando do novo Onix Sedan, que entrará no lugar do sedã "Made in China".

Galeria: Chevrolet Onix Sedan 2020 (China)

A troca faz sentido. O Aveo tem 4,30 metros de comprimento e 2,50 m de entre-eixos, um porte muito próximo do nosso Prisma, que é 2 cm mais longo, mas tem 2 cm a menos de entre-eixos. O Onix Sedan é ainda maior, com 4,47 m e 2,60 m, respectivamente. O plano da GM é que o nome Onix e os carros da linha GEM estejam no máximo de mercados possíveis, para ganho em escala e como forma de transformar o batismo como um dos mais nomes mais vendidos do mundo.

Fonte: Al Volante