Grupo não adota propulsores do tipo desde 2007

Depois de mais de 10 anos de extinção, os tradicionais motores de 6 cilindros em linha poderão finalmente voltar a figurar sob o capô dos modelos da FCA. De acordo com o site Allpar, o grupo está trabalhando internamente no desenvolvimento de um propulsor do tipo e não deve demorar para apresentá-lo ao mercado. Detalhes ainda estão bem guardados, mas tudo indica que o motor 2.0 de 4 cilindros usado atualmente pelo Jeep Wrangler e pelo Alfa Romeo Guilia será usado como base para o projeto.

Mais sobre a FCA

A ideia da FCA é aproveitar ao máximo a estrutura do chamado bloco GME (Global Medium Engine), adicionando apenas os dois cilindros extras sem alterar a arquitetura do powertrain. O deslocamento ficará na casa dos 2,99 litros, tendo em vista as regras tributárias vigentes em alguns países europeus. Uma adaptação feita sobre o atual V6 Pentastar está descartada por restrições de potência e tamanho, diz a fonte.

Dados sobre potência ainda são desconhecidos. 

Fonte: Allpar

Galeria: Jeep Wrangler 2018