Ambições operacionais incluem também metas para o setor de elétricos

Tratadas internamente como "ambições operacionais", as metas traçadas pela Volvo para as áreas de condução autônoma e eletrificação já começam a ficar mais claras. Em anúncio feito recentemente, a marca confirmou que até 2025 tem como objetivo formar um portfólio composto por algo em torno de 1/3 de modelos autônomos. Além disso, é neste mesmo ano que a empresa planeja concentrar pelo menos metade das vendas totais em modelos eletrificados.

Novidades Volvo:

A Volvo diz ainda que a partir de 2019 todos os novos modelos lançados contarão, desde a estreia, com versões eletrificadas (sejam elas 100% elétricas, híbridas-leves ou híbridas do tipo plug-in). Os planos incluem também abandonar progressivamente o uso de motores a diesel, considerados poluidores e cada vez mais inviáveis comercialmente. Prova disso é que a nova geração do sedã S60, programada para breve, não contará com nenhum propulsor alimentado por este combustível.

Volvo XC90 autonomous prototypes for Uber

Apesar das mudanças, a empresa acredita que continuará crescendo tanto em números de vendas quanto em margens de lucro, a exemplo de rivais do mercado premium. Será mantida a parceria com a Uber (que usa o SUV XC90 para testes com autônomos) e ampliados os serviços de assinatura de veículos, considerado um negócio promissor para o futuro. No longo prazo, a meta é garantir receitas através de todas essas fontes.

Fotos: Divulgação

Galeria: Volvo XC40 T5 Plug-In Hybrid