Versão básica do sedã conquista com bom desempenho, belo design e preço mais em conta

É aquele momento que você sempre sonhou. Batalhou durante anos para construir sua carreira e conseguisse um bom salário que te deixasse confortável. Após anos fazendo aquela velha piada sobre andar no ônibus da marca da estrela, agora você tem cacife para entrar no mercado de luxo e comprar um carro da Mercedes-Benz, mesmo que seja a opção mais simples. O CLA 180 foi feito para este público, servindo de porta de entrada para a fabricante alemã. É um sedã atraente, bem equipado e que não tem o jeitão conservador do Classe C. Para os jovens, é mais um atrativo: não parece que você pegou o carro do pai.

Leia também:

Neste momento, o Mercedes-Benz CLA é um dos carros mais baratos da marca, ao lado do Classe A, seu irmão com carroceria hatchback. Isto porque, em breve, a fabricante trará ao Brasil o Classe A Sedan (que inclusive pode virar nacional), deixando o CLA como uma opção diferenciada por seu design - e, portanto, possivelmente mais cara. Como esta mudança só deve acontecer no ano que vem, o sedã com ares de cupê é uma ótima opção de entrada.

Mercedes-Benz CLA 180
Mercedes-Benz CLA 180

Imagem é tudo

Há anos que a Mercedes-Benz deixa as ruas mais belas misturando sedãs com cupês, que alguns chamam de cupês de quatro-portas. O CLA é um deles, inspirado no pioneiro CLS e que tem um ar mais jovem, na tentativa da marca de atrair clientes de faixas etárias mais baixas. Deu certo? Sim, pelo menos para a maioria das pessoas. Seu design é um pouco "ame-ou-odeie". Quem não gosta dessa aparência de cupê, com o teto mais inclinado, acaba achando ele desengonçado. Por outro lado, os que gostam apontam que é um dos carros mas bonitos da Mercedes nos últimos anos.

Visual à parte, o CLA gerou polêmica. Foi o primeiro sedã da Mercedes-Benz a utilizar tração dianteira, por conta da plataforma emprestada do Classe A. Para piorar, utilizava somente motores de 4 cilindros, outra quebra de tradição. Os puristas ficaram loucos na época, acusando a fabricante de diminuir o valor da marca Mercedes com um produto tão "barato". Só que fez sucesso, principalmente nos EUA, e tornou-se um dos carros mais vendidos da empresa.

Mercedes-Benz CLA 180

É fácil entender. Para quem quer um carro para impressionar os outros, o CLA cai como uma luva. Para os leigos, a cara de cupê transmite a impressão de ser um esportivo, ainda mais por usar a grade mais descolada, com o logotipo da empresa, ao invés do desenho clássico que deixa a estrela da Mercedes na ponta do capô. Olhando com mais cuidado, começamos a notar que o 180 é um pouco mais simples. As rodas de liga aro 17", por exemplo, tem um desenho bem tradicional. 

As diferenças que fazem com que o CLA 180 seja o mais barato ficam mais claras na cabine. O volante não tem revestimento em couro, usando um plástico macio ao toque. Particularmente, não senti falta do couro, mas é um item que, para a maioria das pessoas, é indispensável para que o carro tenha um bom acabamento (os bancos são parcialmente revestidos de couro). O ar-condicionado tem controles analógicos e apenas uma temperatura. Novamente, não é um problema para mim, mas muita gente pode interpretar como economia.

Mercedes-Benz CLA 180

Isto não quer dizer que o modelo venha mal equipado. Tem sete airbags (frontais, laterais, de cortina e um de joelho para o motorista), controles de tração e estabilidade, faróis de LED, central multimídia com conexão Bluetooth e entrada USB, computador de bordo com tela TFT, seleção de modo de condução, direção elétrica, start-stop e câmera de ré. Tudo isso em uma cabine que ainda tem aquele ar de luxo, com acabamento emborrachado nas partes de plástico e outros materiais, como o aplique central que tem pintura em preto brilhante. Pena a multimídia ser complicada de usar (inclusive para encontrar uma rádio) e não ter Apple Car Play nem Android Auto, impedindo o espelhamento de smartphones.

Mercedes-Benz CLA 180
Mercedes-Benz CLA 180

122 cv que parecem mais

O CLA 180 consegue impressionar também na mecânica. Seu motor é o 1.6 turbo de quatro cilindros, em versão "amarrada" para entregar 122 cv a 5.000 rpm e 20,4 kgfm a 1.250 rpm. Ligue o carro com a janela aberta e já pode notar que ele tem um ronco bacana. Se ligar o modo sport, ele vai fazer barulho (quase) como se fosse esportivo. E não é só para se exibir, pois revelou bom desempenho. Em nosso teste instrumentado, ele marcou 9,4 segundos na aceleração de 0 a 100 km/h, um bom valor, ainda que longe dos 8,7 s divulgados. Como seu torque aparece logo a 1.250 rpm, parece ter disposição a todos os momentos - bem mais do que sugerem os 122 cv, da mesma forma que acontecia com o antigo Audi A3 Sedan 1.4 TSFI importado.

A transmissão automatizada DCT de dupla embreagem e 7 marchas funciona com suavidade, mas nem sempre ajuda. Suas trocas são rápidas, porém a caixa é muito lenta na reação. Parece se espelhar na famosa burocracia alemã: exata, mas que leva um tempo para chegar a uma decisão. Em uma descida, o câmbio ficou segurando o carro na segunda marcha e com o giro em quase 4.000 rpm e deve ter feito umas três reuniões para decidir se era melhor continuar nesta marcha ou passar para a seguinte. Sempre podemos dar aquela forcinha, usando o paddle-shift atrás do volante, mas seria melhor caso fosse mais esperto.

Mercedes-Benz CLA 180

Outro fator que pode te afastar do CLA 180 é a suspensão. Os carros mais recentes da Mercedes-Benz costumam ter um ajuste mais firme que os da concorrência, e o mesmo acontece aqui. Foi feito para o bom asfalto alemão. Não chega a ser duro como o CLA 200, que usa aros 18", mas ainda sente os impactos e os transmite para a cabine, especialmente no banco traseiro.

Se estiver em uma boa via, o sedã chega a empolgar. É rápido e tem respostas precisas de direção e suspensão, parecendo mais um cupê do que um sedã. E sem perder na economia. Registramos 17,2 km/l de gasolina na estrada, um ótimo rendimento. Na cidade, com o trânsito caótico de São Paulo, a média acabou caindo para 11,6 km/l. Quando pegamos a cidade mais tranquila nos dias de jogos da Copa do Mundo, se saiu melhor, ficando perto dos 14 km/l.

Mercedes-Benz CLA 180
Mercedes-Benz CLA 180

O formato cupê tem um lado bom e um ruim. O lado bom é o consumo, pois ele tem uma aerodinâmica de 0,23 Cx, o valor mais baixo de um carro de produção em massa e que, durante anos, não foi igualado. Porém, o teto baixo e curvado restringe um pouco o espaço do sedã. A cabine é mais apertada do que um sedã médio normal, com portas que ficam bem próximas dos passageiros e, por conta do teto inclinado, o espaço para a cabeça no banco traseiro é limitado. O porta-malas é raso e tem entrada curta, por causa do desenho das lanternas. Ainda assim, tem capacidade para 470 litros.

Compro ou espero?

Para quem quer ter um carro da Mercedes-Benz, o CLA 180 faz uma entrada digna. Colocando pontos positivos e negativos na balança, seu lado bom pesa mais. O que pode levar à dúvida é a idade - não a sua, mas do projeto. A Mercedes já trabalha na nova geração do CLA e ele terá um posicionamento diferente, acima do inédito Classe A Sedan, já confirmado para chegar ao Brasil em 2019 - e que pode até ser montado aqui, na fábrica em Iracemápolis (SP). Então, vale comprar um carro de quase R$ 140 mil que está caminhando para o fim de carreira? Se for fechar negócio agora (e até tentar um desconto usando este argumento), a resposta é sim. Se demorar mais, talvez seja melhor aguardar pela nova linha compacta da marca alemã.

Fotos: Estúdio Malagrine

Ficha técnica - Mercedes-Benz CLA 180

MOTOR dianteiro, 4 cilindros em linha, 1.595 cm³, 16 válvulas, injeção direta, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE

122 cv a 5.000 rpm; 20,4 kgfm entre 1.250 rpm e 4.000 rpm

TRANSMISSÃO automatizada de dupla embreagem, 7 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e independente multibraços na traseira
RODAS E PNEUS alumínio aro 17" com pneus 225/45 R17
FREIOS discos ventilados na frente, discos sólidos na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.430 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.640 mm, largura 1.777 mm, altura 1.432 mm, entre-eixos 2.699 mm; vão livre do solo 99 mm
CAPACIDADES tanque 50 litros, porta-malas 470 litros
PREÇOS R$ 137.900
MEDIÇÕES MOTOR1 BR
    Mercedes-Benz CLA 180
Aceleração  
  0 a 60 km/h 4,2 s
  0 a 80 km/h 6,5 s
  0 a 100 km/h 9,4 s
Retomada  
  40 a 100 km/h em D 7,6 s
  80 a 120 km/h em D 7,4 s
Frenagem  
  100 km/h a 0 36,7 m
  80 km/h a 0 23,3 m
  60 km/h a 0 14,0 m
Consumo  
  Ciclo cidade 11,6 km/l 
  Ciclo estrada 17,2 km/l

Galeria: Mercedes-Benz CLA 180