Finalização deve acontecer até o fim de janeiro de 2021, antes do previsto incialmente

A aliança entre o PSA Group e a Fiat Chrysler Automobiles pode ser completada mais cedo que o esperado. A Bloomberg diz que as duas automotivas estão procurando finalizar os processos o mais rápido possível, com uma provável finalização antes do final de janeiro de 2021. E isso não está tão longe do previsto, já que quando anunciaram a aliança em 2019, queriam finalizar ainda no primeiro quadrimestre de 2021. 

Pessoas ligadas ao processo alegam que problemas enfrentados pela indústria automotiva, se referindo a pandemia do coronavírus, aceleraram a finalização dos papeis. De acordo com a Bloomberg, esperam receber a aprovação da Europa até o fim de 2020. E em 4 de janeiro há um encontro entre as duas para a aprovação dos acionistas, mesmo que a posição da Europa demore um pouco mais. 

Opel Corsa GSI

O acordo irá criar a quarta maior companhia do mundo, chamada Stellantis, e terá 13 marcas automotivas - porém não por muito tempo. Rumores que circulam indicam que ambas as empresas devem cortar algumas marcas e modelos dos catálogos para a redução de custos. Isso significa que marcas como a Chrysler e a Lancia podem desaparecer. Além disso, podem ter mudanças em ambas as empresas na China. 

Peugeot 508 SW PSE 2020

A PSA é listada como a empresa que está adquirindo, tendo ela 6 das 11 cadeiras do Board da Stellantis. O CEO da PSA, Carlos Tavares, também será o líder na nova empresa. Sobre o CEO da FCA, Mike Manley, há indicativos de que ele deve ir para a Ferrari, após uma aposentadoria repentina do CEO da empresa italiana. Ao mesmo tempo, Manley deve liderar a operação da Stellantis na América do Norte e Sul e não terá uma posição no board.