Modelo é baseado no Mazda2 e era um dos carros mais baratos dos EUA

Há um tempo circularam rumores de que a Toyota poderia levar o esportivo Yaris GR para o mercado norte-americano. Para a tristeza dos gringos, a fabricante desmentiu a especulação dizendo que o hot hatch não será vendido nos EUA. E parece que até mesmo o Yaris padrão irá desaparecer do país após a linha 2020.

As informações não são oficiais no momento, mas o site CarBuzz relata que o Yaris, tanto na carroceria hatchback quanto sedã, será descontinuado neste ano. Um memorando vazado da Toyota para "todos os revendedores e gerentes gerais da Toyota no sudeste" parece confirmar o fim do subcompacto baseado no Mazda2.

"O Yaris Sedan e o Yaris Hatchback não estarão disponíveis para o ano modelo 2021", escreveu Christine Henley, gerente de comunicações ocidentais da Toyota na América do Norte. ”O ano modelo 2020 será o último para a Yaris. Junho de 2020 será o último mês de produção para o Yaris Sedan e Yaris Hatchback para os EUA".

Se o documento for verdadeiro, isso significa que dois dos carros mais acessíveis do mercado norte-americano desaparecerão em breve. Os preços começam em US$ 15.650 (R$ 83.329) e US$ 17.750 (R$ 94.511) para o hatch e sedan, respectivamente. 

Galeria: Toyota Yaris XLE 2020 - Avaliação

Ainda não sabemos se o cancelamento do atual Yaris significa que a Toyota venderá a versão europeia nos EUA. Como lembrete, os dois carros não têm nada em comum, pois o modelo europeu usa a plataforma modular TNGA, enquanto a versão norte-americana é baseada no Mazda2. Ele estreou como o Scion iA, antes do fim da sub-marca fazer com que o carro fosse rebatizado como Yaris.

Isso marcará o fim da terceira variante do Yaris. Além da europeia e norte-americana, há também a versão vendida aqui no Brasil e na Ásia, com outra plataforma. Até o momento, a Toyota do Brasil não dá indicações de que irá acompanhar as mudanças do Yaris europeu e, segundo imagens de registro, a fabricante prepara uma reestilização para o modelo, que deve ser lançada em 2021.

Fotos: divulgação