Marca entregou 6.836 unidades até o dia 27, contra 6.830 de todo o ano de 2018 somado

Depois de um pesado investimento em renovação de portfólio e otimização dos serviços de pós-venda, a Volvo colhe como resultado no Brasil a quebra de mais um recorde de emplacamentos. Conforme explica a marca, o desempenho comercial no acumulado de janeiro até o dia 27 de novembro foi tão positivo que já superou todo o volume vendido durante todo o ano passado. Só na última quarta-feira (27) foram 32 unidades vendidas, com destaque especial para a participação dos SUVs. Na prática, o resultado superou com mais de 30 dias de antecedência o recorde histórico anterior, com 6.836 veículos entregues até agora contra 6.830 de todo o ano passado.

Galeria: Volvo XC60 2018

Em 2018, a Volvo fechou o ano com 13,9% de market share. Agora, já está está em 15,7%, aumento de 1,8 ponto percentual. O resultado foi bastante celebrado e se deve principalmente à aceitação dos lançamentos recentes, em especial os SUVs. O XC60, considerado o carro-chefe, já vendeu 2.977 unidades no acumulado, com crescimento de 12% sobre novembro de 2018 (2.649 carros). 

Volvo XC90 diesel
Volvo XC40 Special Edition (BR)

Outro destaque vem do XC90, que também lidera sua categoria, com 956 exemplares emplacados, o que representa avanço de expressivos 21% em comparação com o mesmo período do ano passado. Por fim, o novato XC40 contribuiu para o crescimento com 2.114 unidades até o momento. A marca contabilizou ainda 52 unidades emplacados do sedã S90, 103 carros da perua V60 e 225 do sedã S60.

No campo da eletrificação, os números também são animadores. Do total de unidades emplacadas até agora, 995 são de modelos híbridos plug-in, o que representa crescimento de consideráveis 313% comparado ao mesmo período de 2018. Até 2025, a Volvo planeja concentrar 50% de suas vendas globais em veículos eletrificados. Atualmente, os híbridos representam 22% das vendas da operação brasileira - percentual que deverá chegar a 40% em 2020.

Fonte: Volvo