Modelo de entrada com motor 2.5 Flex deixa de ser oferecido

Apesar da nova estratégia da Ford focar apenas em SUVs e picapes em diversos mercados, o Brasil garante o sedã Fusion por mais algum tempo. Com a chegada da linha 2019 do sedã, vem junto a leve reestilização que ele recebeu nos EUA ano passado e mudanças na oferta de versões. A maior baixa é o fim da versão de entrada com o motor 2.5 flex aspirado. 

O motor 2.0 turbo EcoBoost de 248 cv foi o escolhido para as versões SEL e Titanium. Com o câmbio automático de seis marchas (com tração dianteira na SEL e integral na Titanium), só não é a única opção pois mantém a versão Titanium Hybrid, com motor 2.0 aspirado e elétrico que juntos produzem 190 cv. 

A versão SEL (R$ 149.900) vem com teto-solar, ar-condicionado de duas zonas, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), além do cinto de segurança traseiro inflável, chave presencial, partida remota, central multimídia SYNC 3 com espelhamento de smartphones e bancos dianteiros aquecidos. 

Ford Fusion 2019 (BR)

Na versão Titanium AWD (R$ 179.900), destaque para o piloto automático adaptativo, assistente de faixa, alerta de colisão com frenagem automática, monitoramento de ponto-cego, sistema de estacionamento automático e faróis full-LEDs (inclusive neblina). Os bancos são aquecidos e refrigerados. Por R$ 182.990, o Fusion Hybrid tem o mesmo pacote de equipamentos. 

Fotos: divulgação

Galeria: Ford Fusion 2019 (BR)