Esportivo será apresentado em 2019, com variantes de tração traseira e integral

Agora que a BMW já mostrou o novo Série 3, estamos na espera pela atualização do M3, a versão mais extrema do sedã. Um artigo da revista britânica Car Magazine tenta antecipar um pouco do que veremos no esportivo, programado para estrear no começo do ano que vem.

Para agradar aos dois mundos, a BMW estaria planejando vender o novo M3 nas versões de tração traseira e integral, sendo que a primeira seria chamada "Pure". Esta variante será oferecida como a opção de entrada do M3, sendo vendida exclusivamente com câmbio manual de 6 marchas e diferencial blocante controlado eletronicamente, para quem gosta de andar de lado com o sedã. Sua força viria do motor 3.0 biturbo de seis cilindros, que ainda receberia o sistema de injeção de água usado no M4 GTS e teria potência de 460 cv.

BMW M3 Sedan render

Para aqueles com mais dinheiro para gastar, ainda haverá o M3 topo de linha, com sistema de tração integral que conta com um modo de tração traseira, da mesma forma que o novo M5. Ele deixará a transmissão manual para adotar o câmbio automático de 8 marchas responsável por enviar os 480 cv para os dois eixos, 20 cv mais do que a versão Pure.

A reportagem da Car Magazine ainda menciona que a BMW irá separar as duas versões com estilos diferentes de design. A variante Pure terá para-choques e rodas com desenho próprio e pintura diferente. Por dentro, terá uma combinação de tecido e Alcantara no acabamento, assim como o grafismo do painel de instrumentos.

O M3 terá também uma versão Competition, prevista para 2021 e que passará dos 500 cv. Eventualmente, a BMW ainda deve aparecer com um M3 CS e até mesmo um M3 CSL, aumentando ainda mais a potência, com o CS por volta de 530 cv e o CSL chegando a impressionantes 550 cv.

Temos algumas más notícias também, já que as últimas informações de fontes de dentro da BMW M dizem que não terá uma versão perua M3 Touring. Ou seja, quem quiser o esportivo com mais espaço, terá que olhar para o M4 Gran Coupe, também prometido para 2020.

Fonte: Car Magazine