Modelo tem autonomia estimada de 177 km e ainda não tem data para chegar ao Brasil

Estamos vivendo em outros tempos e uma das provas disso é que a Harley-Davidson, conhecida por suas motos com motores a combustão enormes, revela a versão final da Livewire, sua primeira moto totalmente elétrica. A marca fez uma longa campanha para mostrar o modelo, com testes para a imprensa em 2014, participação no filme Vingadores: Era de Ultron e presença em vários eventos, para só agora mostrar a moto na versão de produção. As vendas começam em agosto nos EUA, por US$ 29.799 (cerca de R$ 111 mil). A fabricante ainda não deu previsão para lançamento no Brasil.

A Harley-Davidson foi para a edição 2019 da Consumer Electronics Show (CES) para revelar a Livewire, aproveitando que o tema é tecnologia. Além de mostrar a moto, a Harley ainda levou protótipos de um scooter e uma trail, ambas elétricas, e rascunhos de mais quatro modelos em potenciais.

Com a apresentação oficial, finalmente sabemos mais sobre as especificações da Livewire. Acelera de 0 a 96 km/h em 3,5 segundos e tem autonomia de 177 km. Será capaz de carregar em tomadas comuns e tem suporte para estações de recarga rápida. A Harley-Davidson não disse quanto tempo leva para recarregar as baterias. Mas disseram o preço: US$ 29.799. Já está disponível no site da empresa nos EUA para pré-venda.

Ainda há muitas informações não reveladas. Por exemplo, não sabemos o tamanho da bateria ou a potência do motor elétrico – a Harley sempre escondeu um pouco o jogo neste quesito. A moto elétrico Zero SR tem uma autonomia bem próxima, de 193 km, usando uma bateria de 14,4 kWh. A Livewire deve ser um pouco mais pesada do que a SR, então deve usar uma bateria um pouco maior para compensar. A autonomia não está fora do que encontramos em outras motos elétricas, porém é menor do que a típica moto da Harley.

Harley-Davidson Livewire
Harley-Davidson Livewire

Enquanto os dados de desempenho não foram divulgados, nós já temos informações sobre o Harley-Davidson Connect Service, uma central de controle de telemetria com conexão à internet, capaz de enviar dados para um aplicativo para smartphones. Com ele, o dono pode verificar a carga da bateria e a autonomia estimada mesmo estando longe da moto, pode saber onde ela está e se alguém mexeu nela, além de avisar sobre revisões e manutenções. Mais um motivo para a Livewire ter sido mostrada em uma feira de eletrônicos ao invés de um evento de motos.

Como uma grande parte da experiência de ter uma Harley é o som do motor, a Livewire promete “um novo som característico da Harley-Davidson ao acelerar e ganhar velocidade. Este novo som futurístico representa o poder elétrico da moto Livewire.” Nós não sabemos se ela terá aquele som de turbinas do KITT da série Super Máquina ou uma versão modernizada do barulho das motos atuais. O que sabemos é que, ao contrário das outras Harleys, trocar os escapamentos não irá ajudar a fazer mais barulho.

Fotos: Divulgação

Galeria: Harley-Davidson Livewire