Crossover baseado no Kwid será adiantado por conceito

A Renault trabalha em uma nova linha baseada no Kwid, usando a mesma plataforma, só que com carrocerias diferentes. Um deles será um SUV, a ser apresentado no início de fevereiro durante o Salão de Nova Déli (Índia). A mídia indiana indica que ele deve ser batizado como Triber, baseado no registro de marca feito pela fabricante francesa.

Leia também:

Até então conhecido pelo código HBC, o novo SUV baseado no Kwid terá menos de 4 metros de comprimento e será montado sobre a plataforma CMF-A. As apostas giram sobre um design próximo do subcompacto, mas com alterações que o deixem mais agressivo. É visto como um rival de modelos como o Maruti Suzuki Vitara Brezza e Honda WR-V.

Será posicionado acima do Kwid, vindo mais completo. Apesar disso, terá um custo relativamente baixo na Índia, já que o governo local dá descontos nos impostos para veículos com menos de 4 metros de comprimento. Ainda não há informações sobre sua motorização, com rumores que vão desde a adoção do 1.6 do Duster até novos motores. De qualquer forma, dificilmente utilizará a mecânica do Kwid, composta por um 0.8 de 54 cv e 1.0 de 67 cv (o nacional gera até 100 cv com etanol), já que o novo modelo deve ficar mais pesado.

Além de um SUV, a Renault trabalha em mais duas variantes do Kwid. Uma delas será um hatchback mais refinado, para ser vendido em diversos países. A marca investiu US$ 400 milhões para desenvolver este novo modelo, previsto para chegar às concessionárias indianas em 2019. O Kwid também dará origem a uma minivan e uma versão elétrica.

Fonte: Gaadi Waadi

Galeria: Renault Kwid Outsider Concept - Brasil