Marca convoca 1.918 unidades para substituição do berço do motor

A vida do Kwid definitivamente não tem sido fácil desde o lançamento. Depois de emplacar mais de 10 mil unidades em setembro, o Renault despencou e ainda teve que enfrentar um grande recall, convocado pela marca no final de novembro, para correção e/ou substituição do tubo de combustível e do sistema de freios em mais de 20 mil unidades.

 

Leia também:

Como tudo o que está ruim ainda pode piorar, a Renault do Brasil identificou mais um problema e convoca preventivamente, a partir de hoje (20/01), proprietários do modelo a comparecerem às concessionárias para verificação, e se necessário, substituição do berço do motor.

De acordo com a marca francesa, por uma não conformidade de execução por parte de fornecedor, a solda do berço pode se romper e causar perda de dirigibilidade, causando risco de acidente. A chamada pera recall envolve 1.918 unidades, todas produzidas entre 9 e 16 de setembro de 2017, com chassis, não sequenciais, de JJ003408 a JJ998344.

Ainda segundo a Renault, a verificação e/ou troca do item são gratuitos e o serviço, realizado em até três horas e meia, deverá ser agendado junto às concessionárias da marca. Em caso de dúvidas, o cliente poderá ligar para o Serviço de Atendimento ao Cliente (0800-0555615) ou acessar o site www.renault.com.br/servicos/recall.

Fotos: Motor1.com

Galeria: Teste Renault Kwid Off-Road

Foto de: Redação