Teste instrumentado - Ford Ka Trail é aventureiro parrudo, mas perde desempenho

Falar que o segmento de utilitários esportivos é a bola da vez é chover no molhado. Oferecer um modelo no segmento é praticamente uma obrigação, mas o problema é que para levar um SUV para casa é preciso desembolsar uma bela grana. Para quem quer dar os primeiros passos com um carro, digamos, mais robusto, a Ford lança o novo Ka Trail por R$ 47.690. Mas será que ele realmente aguenta um caminho mais hostil? Confira agora o nosso teste instrumentado do novo aventureiro compacto do pedaço.

 

Ford Ka Trail 2017

 

Terceiro modelo mais vendido no Brasil, o Ka “normal” na versão SE serviu como base para o desenvolvimento do aventureiro. Começando pelo que se vê, o estilo mateiro foi dado pelos apliques nos para-choques dianteiro e traseiro, molduras aplicadas nas caixas de roda, rack no teto com acabamento em alumínio, rodas de liga leve aro 15" com pintura na cor grafite, lanternas traseiras com acabamento fumê, faróis dianteiros com máscara negra, acabamento exclusivo dos faróis de neblina (com o detalhe da versão Trail em relevo) e os adesivos espalhados nas laterais e tampa do porta-malas. Mas, ainda bem, nada de estepe pendurado.

 

Ford Ka Trail 2017

 

Por dentro, o acabamento do painel foi preservado, mantendo o aspecto da versão SE para não cansar. Todas as personalizações estão aplicadas nos bancos que, além de receberem tratamento que repele sujeira (mas não são impermeáveis), trazem acabamento que mescla couro sintético com tecido, faixas e costuras aparentes nas cores laranja e mais dois tons de verde. Há ...