Estratégia faz parte do que a marca chama de 'leader-follower'

À venda no mercado intencional esse 2016, a atual geração do Nissan March (uma geração à frente do modelo que acabou de sair de linha no Brasil) já caminha para passar o bastão ao sucessor. Prova disso são as informações que começam a circular na imprensa europeia a respeito do desenvolvimento de uma linhagem completamente nova.

Em entrevista recente concedida ao jornal francês Le Monde, o diretor de operações da Nissan,  Ashwani Gupta, confirmou que a nova geração já começou a ser pensada e que será inteiramente desenvolvida pela parceira Renault. A estratégia faz parte do que a marca chama de “leader-follower”, quando uma empresa assume a liderança em determinados segmentos.

Galeria: Nissan March N-Sport 2019

“Para a próxima geração do Micra [como é chamado o modelo na Europa], pediremos à Renault para assumir o desenvolvimento e tocar a produção”, explicou Gupta. Na prática, a estratégia atual será mantida, uma vez que a francesa já produz o compacto na fábrica de Flins, nos arredores de Paris, ao lado do elétrico Zoe. Resta saber se a montagem seguirá nesta mesma planta, já que há rumores sobre possível fechamento da unidade em 2024.

Lançada há quatro anos, a atual geração do March representou verdadeira revolução sobre o modelo antigo. Rompeu com o design acanhado e apostou em linhas bem mais dinâmicas e emocionais (é praticamente o hatch do Kicks). Na Europa, já vendeu mais de 290 mil exemplares, sendo 86.489 unidades só em 2017 - seu melhor ano. Apesar disso, ocupa as últimas posições do segmento, bem atrás de rivais como Renault Clio, Volkswagen Polo, Ford Fiesta e Peugeot 208.

RANKING MODELO VENDAS 2019
1 Renault Clio 317.645
2 Volkswagen Polo 257.804
3 Ford Fiesta 228.959
4 Peugeot 208 224.848
5 Dacia Sandero 223.186
6 Opel Corsa 221.630
7 Citroën C3 210.465
8 Skoda Fabia 155.136
9 SEAT Ibiza 99.647
10 Nissan Micra 65.240

E no Brasil?

Magnite abre

Por aqui, o lançamento da nova geração do March chegou a ser bastante cogitado, mas os planos nunca vingaram. A solução local encontrada pela Nissan será apostar no SUV de entrada Magnite, considerado mais adequado à realidade do mercado e ao gosto atual do consumidor. O modelo deve estrear por aqui em 2022, produzido sobre uma versão alongada da plataforma CMF-A do Renault Kwid.

Fotos: divulgação