Projetado para mercados emergentes, ele tem plataforma do Kwid e elementos do Kicks; chega em 2022

Apresentado em julho como um conceito, o Nissan Magnite ganhou importância nas últimas semanas quando falamos em mercado brasileiro. Isso porque executivos da Nissan deram grandes indícios que o crossover será produzido localmente, aproveitando a plataforma do Renault Kwid para substituir o March, que já sai de cena em setembro

Projetado na Índia para o mercado local e outros emergentes, o Magnite tem sido tratado como um "mini-Kicks". O conceito traz diversos elementos do SUV compacto, principalmente no formato básico da carroceria, apesar das dimensões inferiores para se enquadrar abaixo dos 4 metros de comprimento, condição que traz vantagens fiscais para os automóveis no mercado indiano. Takumi Yoneyama, gerente de design da Nissan na Índia, explica o carro neste vídeo.

Apesar de projetado na Índia, ele traz a linguagem global da Nissan para os SUVs, com destaque para a grade dianteira, faróis mais finos e a traseira que inegavelmente se inspira no Kicks, principalmente nas lanternas. Peças como o capô e as laterais remetem diretamente ao irmãos maior, mas temos elementos exclusivos, como as luzes diurnas em LEDs no formato de "L" no para-choque dianteiro. 

Diferentemente do Kicks, o Magnite Concept tem a placa traseira colocada no para-choque, e não na tampa. O mini-SUV usa diversos elementos como apliques nas caixas de rodas e um aerofólio traseiro integrado que dá continuidade às linhas do teto, para dar uma impressão de porte maior do que ele realmente tem. 

Galeria: Nissan Magnite Concept

No interior, os forros de porta remetem ao Kicks, apesar do estilo conceitual. Ao menos no protótipo, o quadro de instrumentos é totalmente digital, enquanto o sistema multimídia tem uma interface exclusiva - pode ser a dica de um novo software para os modelos da marca, que remete ao utilizado no Renault Duster brasileiro. Até mesmo os comandos do ar-condicionado lembram os do Duster, mas redesenhados. O desenho do painel remete ao Kicks, porém mais limpo e com novas saídas de ar. Segundo o designer, o espaço interno foi privilegiado. 

 

O Nissan Magnite tem chegada prevista ao Brasil para março de 2022. Além de substituir o March com uma proposta de crossover, a Nissan aproveitará bastante da aliança com a Renault principalmente na plataforma. Na Índia, ele deve ter o motor 1.0 turbo TCe, uma variante do nosso 1.0 SCe com turbo. A aliança será ainda mais explorada com a unificação da operação das fábricas no Brasil - que você pode entender melhor aqui

Fotos: divulgação