Designer virtual imaginou o desenho e nós a inserimos no contexto atual

Sabemos que a Fiat está trabalhando no SUV do Argo para o lançamento em 2021 - inclusive já o vimos de perto em um flagra. Mas, e se a marca italiana também resgatasse a Weekend em forma de um SUV com base na nova Strada? Foi o que o designer digital Renato Aspromonte, do canal Overboost BR, imaginou nestas projeções a seguir. Para complementar, seguimos com a "viagem" e imaginamos como ela se (re)colocaria no mercado atual. 

Ainda com base no projeto original de 1997, a Weekend saiu de linha no começo deste ano devido às baixas vendas, deixando o segmento de peruas apenas para os modelos mais caros, como Audi A4 Avant e Volvo V60. Aproveitando o lançamento da Strada, o designer usou elementos da picape e de outros modelos da marca para desenhar o que seria a nova Weekend, com um perfil mais SUV para competir com modelos como Chevrolet Tracker, Nissan Kicks e VW T-Cross. O texto abaixo é um mero exercício de imaginação de como seria o lançamento. 

"Nova Weekend volta ao mercado com motores 1.3 e 1.0 turbo"

Apesar de preparar um SUV do Argo, a Fiat não deixou o nome Weekend morrer. Com base na Strada, o que era uma perua assume agora um perfil mais SUV e, sem esquecer de suas origens, evolui tanto na base quanto no pacote de equipamentos e motores, como fez a própria Strada.

Projeção - Fiat Weekend
Projeção - Fiat Weekend
Projeção - Fiat Weekend

A Fiat Weekend 2021 usa a mesma base da Strada (incluindo a altura do solo elevada), mas a suspensão traseira por eixo rígido da picape foi substituída pelo eixo de torção com molas helicoidais para dar mais conforto aos ocupantes. Falando neles, o espaço interno também foi ampliado na comparação com a Strada cabine dupla, além do porta-malas oferecer cerca de 500 litros de volume. O interior traz elementos exclusivos, como o ar-condicionado digital, mas divide diversos componentes com a picape, como volante e bancos, além do sistema multimídia com espelhamento de smartphones sem fio, com Apple CarPlay e Android Auto via Bluetooth. 

A motorização é composta pelo 1.3 Firefly aspirado, de 101/109 cv e 13,7/14,2 kgfm de torque ligado ao câmbio manual de 5 marchas ou automático CVT, além do 1.0 turbo de 3 cilindros, ainda sem dados divulgados, também com o CVT. Na dianteira, a grade adota uma logotipia diferente da Strada e, na traseira, o design remete ao sedã Cronos, com lanternas que invadem a tampa do porta-malas. No teto, o rack é funcional, com barras transversais oferecidas como acessório. 

 

Na lista de equipamentos, a nova Weekend se inspira na Strada cabine dupla. A versão Volcano 1.0 Turbo traz faróis full-LED, controles de tração e estabilidade, 4 airbags, além dos exclusivos botão de partida e abertura de portas com chave presencial. Com o ESP e 4 airbags de série, há a versão de entrada Endurance com o 1.3 aspirado e câmbio manual ou automático. A Freedom oferece os conjuntos 1.3 AT e 1.0T AT. 

Se fosse real, a nova Fiat Weekend faria sucesso? 

Ouça nosso podcast:

 

Galeria: Projeção - Nova Fiat Weekend