Designer digital imagina mudança do hatch e do sedã seguindo as linhas da nova picape

A Fiat parece ter assumido uma identidade visual para seus carros nos últimos anos. A marca italiana não era muito chegada à esta estratégia (basta lembrar como Uno e Palio eram totalmente diferentes), mas agora seus lançamentos mais recentes têm obedecido a uma filosofia de design semelhante entre eles (o chamado family face), principalmente na dianteira. Mobi, Argo, Cronos e agora a nova Strada deixam isso claro. A picape, mais moderna, já traz algumas novidades como faróis em LED (versão Volcano topo de linha) e uma grade mais destacada, com o novo logotipo da Fiat em fontes grandes no centro da grade. Será um caminho para a reestilização de Argo e Cronos?

Pelo sim, pelo não, o designer digital Kleber Silva resolveu imaginar como ficaram hatch e sedã com as atualizações de estilo trazidas pela picape. E não é que o resultado ficou interessante? Começando pelo Argo HGT, ele não só ganhou os faróis de LED da Strada (com formato um pouco diferente dos usados no hatch atualmente) como também aproveitou a parte inferior do para-choque do Cronos - que por sua vez já havia trazido uma evolução em relação ao hatch. 

Projeção: Fiat Argo e Cronos reestilizados
Projeção: Fiat Argo e Cronos reestilizados

Já na versão aventureira Trekking, a "carinha" da Strada contibuiu para o estilo off-road, com a parte inferior do para-choque trazendo aquela espécie de "peito de aço" em conjunto com um novo nicho para os faróis de neblina e uma grade inferior em colmeia, além do vinco vertical no para-choque. Já a traseira recebeu lanternas em LED (como nova distribução interna de luzes) e para-choques redesenhados, com refletores em posição vertical. 

Projeção: Fiat Argo e Cronos reestilizados

Por fim, o Cronos teve as menores mudanças, justamente por já ter trazido um para-choque atualizado em relação ao Argo. Assim, ele recebeu os faróis de LED e a grade maior, além do novo logotipo da Fiat e a bandeirinha da Itália em barrinhas no canto da grade, que remete ao antigo logotipo da marca - uma homenagem que a Strada resolveu prestar ao passado. 

Lançado em 2017 para substituir de uma só vez o Punto e o Palio, além de matar o Bravo, o Argo assumiu o protagonismo entre os carros de passeio da marca, brigando no top 5 do mercado brasileiro. As novidades visuais trazidas para a Strada viriam a calhar na reestilização que se avizinha, esperada para 2021. Ela virá junto com a estreia do motor 1.0 turbo com câmbio CVT, que vai substituir o atual 1.8 com câmbio automático de 6 marchas nas versões de topo. O mesmo acontecerá com o Cronos, hoje produzido na Argentina. 

 

O motor 1.0 turbo da FCA será uma derivação do conhecido 1.0 Firefly de 3 cilindros, porém com cabeçote de quatro válvulas por cilindro e injeção direta, além do turbo, é claro. É esperado um rendimento em torno de 120 cv e 20 kgfm de torque, a serem administrados pela nova transmissão CVT que será fornecida pela Aisin. 

Projeções: Kleber Silva 

Galeria: Projeção: Fiat Argo e Cronos reestilizados