Confirmação alimenta rumores sobre novo modelo nacional

O novo Peugeot 208 terá um papel importante na América Latina, pois será o modelo que irá estrear a plataforma modular CMP na região. Após a estreia do hatch, prevista para este ano, tudo indica que virá o novo 2008 no ano que vem. Mas, até o momento, a Citroën fazia silêncio sobre o assunto, sem indicar se também adotará a arquitetura. Isso mudou com uma entrevista de Valère Lourme, diretora de marketing da marca na Argentina, na qual a executiva confirmou que a empresa também irá produzir um modelo com esta base.

Na entrevista publicada pelo site Argentina Autoblog, Valère falou um pouco sobre a plataforma CMP. “Não estamos em condições de mencionar qual será o primeiro modelo e para quando, mas sim, montaremos projetos da marca com a nova plataforma CMP na América Latina”, revela a executiva. Há um bom motivo para ela não revelar o modelo: a arquitetura, também conhecida como EMP1, não é usada por nenhum carro da Citroën no momento. Além de ser a base dos Peugeot 208 e 2008, ela também é usada no DS3 Crossoback e no novo Opel Corsa.

Galeria: PSA - Plataforma CMP

Um candidato a usar essa plataforma é o próximo Citroën C3. A terceira geração do hatchback foi lançada em 2016 ainda com a arquitetura PF1 do Peugeot 208 antigo e do Citroën C4 Cactus. Como a marca está lançando suas novidades aos poucos, ele poderia vir no mesmo momento em que mudar de geração na Europa.

Outro modelo que deve adotar a base é o substituto do C4 Cactus. A marca já confirmou que trabalha no veículo e ele já foi visto em testes. Segundo Xavier Peugeot, chefe da Citroën, o crossover irá abandonar o nome Cactus, mas não o visual de crossover, além de seguir o 2008 e ter uma versão totalmente elétrica.

Há um tempo circulam rumores de que a Citroën estaria trabalhando em uma nova linha de carros compactos desenvolvida especialmente para o Brasil, já que o C3 europeu foi rejeitado pelos clientes durantes as clínicas feitas pela marca. Este modelo seria feito em Porto Real (RJ) e daria origem até mesmo a um sedã baixo do C4 Lounge, também sobre a base CMP.

Até agora, a Citroën só confirma que irá lançar um carro por ano até 2023. O primeiro deles chega neste ano e será o C5 Aircross, SUV médio com mesmo porte, motor 1.6 turbo e preços que o Peugeot 3008. “Serão produtos que vão inaugurar novos conceitos em tecnologia”, afirmou Ana Theresa Borsari, diretora-geral do Grupo PSA no Brasil na época do anúncio.