Variante ficará entre a LT e a Premier no catálogo; veja nossas apostas de equipamentos

Ver o novo Chevrolet Tracker rodando principalmente por São Paulo quase sem camuflagem já não é uma surpresa. O SUV será lançado até março e os pátios da fábrica de São Caetano do Sul (SP) já começam a receber as unidades que abastecerão as concessionárias nas próximas semanas. Este flagra, feito pelo nosso parceiro Renato Maia, do canal Falando de Carro, mostra a versão LTZ, uma das intermediárias do SUV.

Em outras oportunidades, recebemos fotos do Tracker em sua versão Premier, topo, e com uma de suas básicas, LT ou até mesmo sem uma nomenclatura específica, como acontece com o Onix e Onix Plus. Como a básica terá rodas de 16" e detalhes como maçanetas e retrovisores sem pintura, a da foto do Renato Maia é uma provável LTZ, com as rodas de 17" com pintura prata (a Premier apostará no diamantado com cinza ou preto) e detalhes pintados. Em compensão, não tem os faróis full-LED, o teto-solar panorâmico elétrico nem mesmo os repetidores de seta nos retrovisores. As lanternas são são em LEDs, como já vimos nos flagras da versão Premier. 

Chevrolet Tracker LTZ

O pacote de equipamentos esperado é algo como já conhecemos no Onix e Onix Plus. Coloque na lista os 6 airbags, controles de tração e estabilidade, carregador de celuar por indução, partida por botão com chave presencial, sistema Wi-Fi com 4G a bordo, sistema multimídia MyLink com tela de 7" e ar-condicionado automático. A Premier deve trazer alerta de colisão com frenagem automática, faróis full-LED, teto-solar, sistema de estacionamento automático e alerta de ponto-cego. 

Galeria: Chevrolet Tracker 2020

O novo Tracker terá duas opções de motores. O 1.0 turbo que já conhecemos no Onix com 116 cv e o inédito 1.2 turbo, também sem a injeção direta de combustível, com cerca de 130 a 140 cv. Ambos estarão com o câmbio automático de 6 marchas, além de uma provável versão com câmbio manual de 6 marchas ligado ao 1.0 na entrada. O lançamento acontece até março e os preços deverão ficar entre os R$ 75 mil a R$ 110 mil.