Nova geração adotará plataforma MRA e ficará pronta para eletrificação

À venda no mercado internacional desde 2014, a atual geração do Mercedes-Benz Classe C caminha para seu último ano de vida. Prova disso são as imagens deste flagra, que revelam uma linhagem inteiramente nova sendo intensamente testada no rigoroso inverno da Europa. Identificada tecnicamente pelo código W206, a nova encarnação será construída sobre a plataforma MRA (Modular Rear Architecture, projetada para veículos com tração traseira ou integral) e já nascerá pronta para eletrificação (ou seja, terá versões híbrida e híbrida-leve). A estreia oficial acontecerá no final do ano, no Salão de Paris.

Galeria: Novo Mercedes-Benz Classe C - Flagra

Visualmente, o novo modelo será enquadrado na mais recente linguagem de design da empresa, sendo descrito por muitos como uma versão compacta do Classe S (que também está prestes a mudar de geração). Apesar da camuflagem, protótipos já deixam escapar detalhes como faróis de aparência angular na dianteira e lanternas dispostas verticalmente na traseira (em vez das peças atuais posicionadas na vertical).

Na cabine, o atual padrão tecnológico e de design da marca será seguido à risca. Na prática, a atual tela tipo tablet será substituída por duas telas modernas e integradas ao console central. O sistema de entretenimento será o elogiado MBUX, que aceita comandos de voz e outras funcionalidades. O interior também terá o espaço para passegeiros otimizado graças à nova plataforma, ficando mais aconchegante e confortável.

Na mecânica, a principal mudança ficará por conta da variante esportiva C63, que será eletrificada. Segundo especulações, o modelo deixará de lado o icônico motor 4.0 V8 twin-turbo para adotar o novo propulsor M139 de 4 cilindros que estreou nos compactos A45 e CLA 45. Atualmente, o powertrain entrega até 421 cv (6.750 rpm) e 51 kgfm de torque (entre 5.000 e 5.250), mas pode superar os 500 cv com alguns ajustes.