Palco da estreia será o Salão de Paris

Diante da nova geração do BMW Série 3 e do Audi A4 renovado, o Mercedes-Benz Classe C já está devendo mudanças mais pesadas. Isso deve acontecer durante o Salão de Paris de 2020, no final de setembro e começo de outubro - daqui a cerca de 1 ano. 

Para compensar a estreia, o novo Classe C quer se destacar dos concorrentes na nova geração W206. Feito sobre a plataforma MRA (Modular Rear Architecture, para veículos com tração traseira ou integral), o sedã terá ainda mais alumínio e será mais rígido e leve que o atual, além de estar pronto para a eletrificação total, híbrida e híbrida leve, de 48 Volts. 

Galeria: Mercedes-Benz Classe C 2020 - Flagra

O novo Classe C também trará um novo nível de assistentes de condução, algo que nem mesmo o topo de linha Classe S terá antes dele. Em países regulamentados, chegará aos 130 km/h sem a intervenção do motorista com o uso de novas câmeras, radares e sensores ultrassônicos e infravermelhos. O sistema de estacionamento automático com controle por smartphone também é algo especulado para o novo Classe C.

O design não será algo revolucionário sobre o que conhecemos hoje, mantendo as mesmas proporções. Na parte mecânica, além de utilização dos sistemas híbridos, será sentida a falta dos motores de seis cilindros em linha, mantendo o V6 e o V8 apenas para a gama esportiva AMG - C43 e C63. 

Galeria: Mercedes-Benz Classe C 2020 - Projeção