Melhor comprar seu C63 4.0 V8 twin-turbo enquanto você ainda pode...

Considerado referência no mercado de sedãs superesportivos mundo afora, o Mercedes-AMG C63 passará por mudanças realmente profundas na próxima geração. Além de perder a tradicional tração traseira em favor de um sistema integral 4Matic, o modelo também poderá deixar de lado seu icônico motor 4.0 V8 twin-turbo.

De acordo com reportagem recente da revista britânica Autocar, a nova linhagem do sedã será eletrificada e passará a adotar o novo propulsor M139 de 4 cilindros que estreou nos compactos A45 e CLA 45. Atualmente, o powertrain entrega até 421 cv (6.750 rpm) e 51 kgfm de torque (entre 5.000 e 5.250), mas pode facilmente superar os 500 cv com alguns ajustes.

Galeria: Mercedes-AMG C63 2019

Para tanto, ainda segundo a publicação, a AMG estaria preparando a adoção de um sistema híbrido-leve de 48 volts, que seria responsável por dar mais fôlego ao conjunto. A ideia seria compensar a perda de quatro cilindros com uma dose extra de tecnologia, de modo a manter a intacta a reputação do C63 em termos de performance. Atualmente, o modelo equipado com o tradicional V8 entrega 476 cv na versão tradicional e 510 cv na apimentada S. A concorrência também está se mexendo e o BMW M3, que estreará nova geração em 2020, certamente também romperá a barreira dos 500 cv com o uso do novo 3.0 biturbo de 6 cilindros (mesmo que já equipa os SUVs X3 M e X4 M).

Desenvolvido sob o conceito de downsizing, o motor M139 é descrito como o mais potente da história com produção em série na sua classe. Segundo a AMG, o segredo para extrair tanta potência de um motor com apenas 2 litros de deslocamento está na montagem invertida (com coletor de admissão na dianteira e o turbo e o coletor na traseira, permitindo um fluxo mais direto dos gases), bem como no uso de camisas do cilindros revestidas com material que permite um acabamento espelhado. Além disso, há um inovador sistema de injeção direta com dois estágios de operação. Vê-lo sob o capô do próximo C63 será uma inovação e tanto. O lançamento é aguardado para 2021.

Fonte: Autocar