Minivan irmã do Kwid emplacou 10 mil unidades em apenas dois meses

Desenvolvida com o objetivo de colocar a Renault em um dos principais segmentos do mercado indiano, a minivan Triber já pode ser considerada um sucesso de vendas. Em pouco mais de dois meses de oferta, MPV já teve mais de 10 mil unidades entregues, tornando-se rapidamente um dos veículos mais vendidos da empresa no país.

O resultado foi tão significativo que elevou as vendas da marca em 63% só no mês de outubro, quando ao todo 11.516 veículos (incluindo Kwid e Duster) saíram das 350 concessionárias locais. Os preços por lá variam entre 495.000 e 649.000 rúpias, cerca de R$ 28.600 e R$ 37.500 numa conversão simples.

Galeria: Renault Triber

Construída sobre a plataforma CMFA+ (a mesma do Kwid), a Triber mede 3,99 metros de comprimento, 1,73 m de largura, 1,66 m de altura e 2,63 metros de entre-eixos, além de possuir 182 milímetros de vão livre do solo. Comparativamente, o Kwid tem 3,68 m de comprimento e 2,42 m de entre-eixos. 

Por dentro, o destaque fica por conta do espaço interno e da capacidade para acomodar até 7 pessoas, apesar dos menos de 4 metros. Segundo a Renault, a terceira fileira foi desenvolvida para acomodar adultos e está em posição ligeiramente mais elevada (o que favorece a acomodação das pernas). Lá atrás, há ainda saídas de ar-condicionado, apoios de braço e até tomadas. O porta-malas acomoda ao todo 625 litros, mas apenas 84 litros com os 7 bancos em uso. 

O design traz elementos do Kwid, mas com alterações que deixaram a Triber levemente mais agressiva. Há, por exemplo, novos faróis, grade e para-choque, além de capô com vincos mais pronunciados e traseira com lanternas horizontais. Na lista de equipamentos, destaque para a presença câmera de ré, quatro airbags, chave presencial e rodas de liga leve aro 15” nas versões topo de linha.

Completam o pacote central multimídia de 8” com Apple CarPlay e Android Auto (o Kwid usa uma de 7”), freios ABS, cinto de três pontos para todos os passageiros, partida por botão, faróis com projetor e DRLs de LED, sensor de estacionamento, entre outros.

Sob o capô, marca presença neste primeiro momento apenas o motor 1.0 SCe de três cilindros com potência de 72 cv e torque de 9,7 kgfm. O câmbio pode ser manual ou automatizado, ambos de 5 marchas. Em meados de 2020, será adicionada à gama uma novidade interessante: o 1.0 SCe turbo. 

Logo após estabelecer a Triber na Índia, a ideia da Renault é levá-la para outros mercados, incluindo países da América Latina.

Fotos: Divulgação