Quarta geração do hatch será apresentada em outubro, com versão híbrida, motor 1.0 turbo e um belo painel

Aos poucos vamos conhecendo todos os detalhes do novo Honda Fit 2020. Confirmado para o Salão de Tóquio (Japão) em outubro, o hatch ganhará uma nova geração com variante híbrida e o motor 1.0 turbo de três cilindros usado pelo Civic europeu.

Antes disso, um modelo do novo Fit camuflado apareceu de novo em testes em terras nipônicas, mas destas vez os espiões conseguiram clicar a parte interna. 

 

Como ainda faltam alguns meses para a estreia do novo Honda Fit 2020, a camuflagem segue pesada para manter segredo em relação ao visual. As fotos, publicadas pelo usuário laimu_0206 no Twitter, mostram o hatch parado, o que ajudou a mostrar alguns detalhes. É possível notar que as lanternas estão na horizontal, seguindo em direção à tampa do porta-malas, e que terá uma nova grade frontal, com a entrada de ar na parte de baixo da barra cromada com o logo da empresa.

A foto do interior revela algumas coisas interessantes. Está com um novo volante, que combina preto com alguns botões brancos. O painel de instrumentos passa a ser mais tecnológico, digital de tamanho relativamente razoável. Também parece usar contadores analógicos nas laterais, para a temperatura do motor e combustível. A central multimídia segue integrada ao console, mas provavelmente ainda não é a definitiva, sendo posicionado ali apenas para ajudar nos testes com o GPS.

Debaixo do capô, boas novidades. A primeira, a principal aposta da montadora, será o conjunto híbrido formado por um motor 1.5 turbo e dois elétricos, o mesmo usado pelo sedã Insight. Será com ele que a fabricante tentará recuperar a liderança do mercado japonês e bater o Nissan Note e-Power. Algumas regiões, como a Europa, terão somente o Fit híbrido. Já o segundo motor será o 1.0 turbo de três cilindros, que equipa o Civic na Europa e gera 128 cv.

Aos ansiosos por conhecer o novo Honda Fit, as boas notícias é de que a espera acaba ainda neste ano. A fabricante já confirmou que será sua atração para o Salão de Tóquio (Japão), em outubro, enquanto as vendas no país começarão em 2020. De lá, deve seguir para o Salão de Genebra, fazendo sua estreia para o mercado europeu. Já no Brasil, sua chegada às concessionárias deve acontecer somente em 2021 e a marca pode aproveitar o Salão do Automóvel de São Paulo do ano que vem para mostrá-lo ao público.

Fotos: laimu_0206/Twitter