Nada de design bizarro ou interior complicado. O Honda Insight é um produto sólido e simples de usar

O ataque elétrico da Honda está chegando. A empresa planeja que dois terços de seus carros sejam eletrificados, ou seja, híbridos ou totalmente elétricos, até 2030. Mas está mudança para os carros eletrificados já vem acontecendo há anos. Seu primeiro modelo puramente elétrico, o EV Plus, foi lanãdo em 1997 e, dois anos depois, veio o primeiro Insight, em 1999.

Anos depois, a Honda volta a utilizar o nome Insight e deixou de lado muito do estilo incomum que fez a primeira versão um carro bem fora do normal. O Insight 2019 tornou-se, basicamente, um Civic com um pouco do design e a motorização híbrida utilizada pelo Accord.

Mais novidades da Honda:

À primeira vista, você pode até achar que o Insight é um sedã normal, pois não segue aquela regra não escrita de que os carros híbridos e elétricos devem ter um design diferenciado. Foi desenhado para "ser um carro bonito, que por acaso também é híbrido", segundo Chris Hand, gerente de planejamento de produtos da Honda.

É como um passo à frente do Civic, no qual é baseado, com faróis mais chamativos que são atravessados pela peça cromada que atravessa a frente do carro. Tem a nova versão da grade da marca e entradas de ar com formato agressivo. Essa nova cara consegue diferenciar os dois sedãs e, ao contrário do Toyota Prius, o Insight tem uma cara convencional, sem ser apelar para ser chamativo.

Honda Insight 2019 - Primeiras impressões
Honda Insight 2019 - Primeiras impressões

Essa simplicidade no design também aparece no interior. O Prius vem com uma central multimídia bem larga, comum no resto da linha da marca, enquanto o Insight utiliza o mesmo sistema do Civic, mais contido. A tela de 8 polegadas é bem esguia e fácil de navegar, sem utilizar nada que fique te lembrando que está em um carro híbrido. Também utiliza Apple CarPlay, Android Auto e o pacote de segurança Honda Sensing, todos de série.

Sem pagar mais nada, o Insight vem com aviso de colisão frontal, controle de cruzeiro adaptativo e assistente de permanência em faixa (como em outros carros da Honda com este pacote). É um kit maravilhoso, como é de se esperar. É bem ativo e ajuda bastante na rua, sem reduzir demais a velocidade quando um veículo entra na sua frente e não fica ziguezagueando na faixa. Dá até vontade de tirar as mãos do volante quando estiver na estrada, de tão bom e confiante que é (mas não faça isso).

O Honda Insight é baseado no Civic então, naturalmente, anda como um.

O Insight, assim como o Civic, não oferece aviso de ponto cego, embora as versões EX e Touring tragam o Honda LaneWatch. Este sistema utiliza câmeras embaixo dos retrovisores laterais, transmitindo a imagem do ponto cego para o motorista quando ele ativa a seta. Não só ajuda a saber como está a faixa ao lado, ela também incentiva o motorista a usar a seta.

O Honda Insight é baseado no Civic então, naturalmente, anda como um. Comparado ao sedã médio da marca japonesa, o Insight tem uma frente exclusiva, novo assoalho traseiro (para carregar as baterias), e suspensão levemente mais mole, devido à diferença de peso do híbrido. Mas isso não significa que não tenha algumas coisas em comum.

Honda Insight 2019 - Primeiras impressões

O Insight é macio e confortável na estrada, e bem balanceado nas curvas. A direção dá uma boa ideia do que o veículo está fazendo o tempo todo, sem ser muito pesada ou muito leve e, embora o ajuste da suspensão esteja longe de ser esportivo, é perfeito para um sedã médio híbrido.

Sua força vem de um 1.5 de quatro cilindros, combinado a outros dois motores elétricos e um conjunto de baterias de íon-lítio de 1,3 kWh. É uma versão atualizada do sistema híbrido anterior da empresa e que também é utilizado pelo novo Accord, com 153 cv e 27,2 kgfm de torque. Os três modos de condução - Normal, Econ e Sport - dão ao Insight um pouco mais de economia ou mais força.

O Insight tem um consumo estimado de 23,3 km/l na estrada, 20,3 km/l na cidade e 22 km/l combinado.

O modo Sport melhora a resposta do acelerador, dando ao Insight características bem similares ao Civic 2.0 aspirado - mas ainda parece menos animado do que seus rivais; o Toyota Prius tem um desempenho mais forte neste sentido. A suspensão e a direção continuam as mesmas e o Active Sound Control (ASC) entra em ação, jogando um pouco do barulho do motor para dentro da cabine pelos alto-falantes.

O Insight tem um consumo estimado de 23,3 km/l na estrada, 20,3 km/l na cidade e 22 km/l de consumo combinado, enquanto o modo EV tem autonomia para 1,6 km. Tem paddle-shift atrás do volante e sistema de freios regenerativos, o que ajuda a alcançar esta eficiência, mas o impacto é bem pequeno comparado com outros sistemas regenerativos, mesmo no modo de direção mais econômico. Não espere conseguir dirigir com apenas um pedal como em carros elétricos como BMW i3 e Nissan Leaf.

Honda Insight 2019 - Primeiras impressões
Honda Insight 2019 - Primeiras impressões

Meu tempo atrás do volante foi um pouco mais animado. Andei com o Insight nas montanhas perto do Minneapolis (EUA) e acelerei pelas estradas sem me preocupar com o consumo, e ainda assim fiz uma média de 19,5 km/l depois de andar por 145 km. Aproveitei os poucos trechos de descida para usar os freios regenerativos e recuperar um pouco da autonomia perdida após o "Click Point" - mais de 75% do curso do acelerador, que a Honda diz ser utilizado em ultrapassagens nas estradas.

 

Não fique preocupado ao olhar para o quanto marquei de consumo. Se tivesse pisado menos e usado o modo Econ, com certeza teria melhorado o seu rendimento. Em situações normais de direção, os donos do Insight devem ver números próximos dos 22 km/l de média - a Honda diz que alguns carros da apresentação para a imprensa registraram 25,5 km/l na mesma rota, então depende do motorista.

Andando no Insight pelas montanhas perto de Minneapolis e acelerando pelas estradas, fiz uma média de 19,5 km/l após rodar por 145 km.

Com preço inicial de US$ 22.830 (R$ 85.861), o Honda Insight LX tem um preço muito atraente. É mais barato do que os US$ 23.475 (R$ 88.287) cobrados pelo Toyota Prius e apenas US$ 630 (R$ 2.370) mais caro do que os US$ 22.200 (R$ 83.491) do Hyundai Ioniq. Se escolher a versão acima, a EX, o Insight sobe para US$ 24.060 (R$ 90.487). A configuração mais cara é a Touring, por US$ 28.090 (R$ 105.643), e adiciona itens como navegador por GPS, teto solar, rodas de liga leve de 17 polegadas e bancos de couro com ajuste elétrico.

O que realmente irá atrair os clientes para o Insight é sua simplicidade. Ele não precisa das firulas tipicamente associadas aos carros híbridos, seja no seu design exterior ou nas linhas da cabine, sendo apenas um sedã estiloso, direto e eficiente.

2019 Honda Insight

Motor 1.5, quatro cilindros em linha, dois motores elétricos
Bateria Íon-lítio, 1.3 kWh
Potência 153 cv / 27,2 kgfm
Transmissão Automática do tipo CVT
Tipo de direção Tração dianteira
Peso 1.396 kg
Consumo de combustível 20,3 km/l na cidade / 23,3 km/l na estrada / 22 km/l combinado
Número de assentos 5
Volume do porta-malas 427 litros
Preço de entrada US$ 22.830 (R$ 85.975)
Preço como testado US$ 28.985 (R$ 109.154) - Estimado

Galeria: Honda Insight 2019 - Primeiras impressões