Nova geração está com desenvolvimento adiantado e será revelada em outubro

Flagrada recentemente em testes dando sinais avançados de desenvolvimento, a nova geração do Honda Fit será lançada na Europa em 2020 com particularidades na comparação com a linhagem atual. Chamado localmente de Jazz, o modelo pela primeira vez será oferecido na região unicamente em versão híbrida, encabeçando o ambicioso plano de eletrificação da marca. A ideia é aproveitar a demanda crescente e repetir o sucesso de outro híbrido oferecido naquele mercado: o SUV CR-V, cuja variante batizada de Hybrid substituiu as opções turbodiesel de até então e já responde por mais de 60% dos emplacamentos totais.

Galeria: Flagra: Novo Honda Fit 2020 "Twist"

Pelo que já foi visto até agora, a Honda adotará a estratégia de design original do Fit e fará aflorar na nova geração o perfil monovolume característico do passado do modelo. Detalhes como teto alto e coluna dianteira bem fina comprovam essa percepção, com destaque para a janela lateral à frente da porta dianteira (recurso típico do design de minivans). Na traseira, as lanternas não mais subirão pelas colunas e serão substituídas por um conjunto mais tradicional, com peças duplas invadindo a tampa do porta-malas. O interior ainda é desconhecido, mas certamente manterá os recursos de modularidade e aproveitamento de espaço atuais, incluindo os bancos tipo Magic Seat.

Sob o capô, o Fit trocará em alguns mercados o motor 1.5 aspirado de 4 cilindros pelo novo 1.0 turbo de 3 cilindros, com 125 cv. Na Europa, a variante híbrida adotará um esquema semelhante ao do CR-V Hybrid, que usa dois motores elétricos associados a um propulsor a combustão. O câmbio será automático do tipo CVT. O lançamento está programado para acontecer em outubro, no Salão de Tóquio.

Fotos: Automedia, CarPix