Retirada definitiva do mercado deverá acontecer ainda neste ano

Apesar de ser posicionado como um dos veículos mais baratos da Nissan nos Estados Unidos, o Note não pode ser considerado um dos mais populares. Batizado localmente de Versa Note, o modelo tem sofrido nos últimos meses com vendas em baixa e deverá sair de linha até o final deste ano por não resistir à moda SUV, que tem feito o segmento de hatchbacks passar por maus bocados. Detalhes oficiais ainda não foram divulgados, mas tudo indica que o martelo já foi batido e que, com a saída do compacto, a Nissan abrirá espaço no portfólio para o Versa sedã e otimizará o posicionamento do Kicks, que em poucos meses já vendeu 23.312 unidades e indiretamente fará essa substituição.

Galeria: Nissan Versa Note 2017

Números específicos sobre o desempenho comercial do Note não foram revelados, já que a Nissan soma as vendas junto com a variante sedã. No ano passado foram 76 mil exemplares entregues (cifra bastante considerável), mas a maioria esmagadora corresponde ao modelo três-volumes. Esta carroceria, aliás, está a um passo de trocar de geração e abandonar o estilo acanhado que possui atualmente. A nova linhagem, já flagrada em testes, será apresentada ao público na nesta sexta-feira (12) e promete design atraente inspirado em modelos maiores, como o Altima. Já atributos de sucesso, como preço e economia de combustível, serão mantidos.

Voltando ao Note, é curioso notar que apesar de não ter feito sucesso nos EUA, o modelo é um dos mais vendidos do Japão. Por lá, conseguiu a proeza de liderar o mercado por algumas vezes, desbancando o todo-poderoso Toyota Prius. Entre outros diferenciais, conta com o sistema híbrido e-Power (não oferecido no mercado norte-americano), que promete consumo de até 37,2 km/l segundo o padrão japonês de medição. No Brasil, o lançamento do Note nunca se concretizou, mas a chegada dessa tecnologia já foi confirmada para o nosso Kicks nos próximos anos.

Fonte: CarsDirect