Nova geração ganha design bem mais agressivo e pacote tecnológico ainda mais avançado

A Nissan acaba de oficializar no Japão o lançamento do aguardado Note 2021. Desenvolvido para substituir a geração vendida desde 2012, o novo monovolume muda radicalmente em termos de design, passa a ser vendido unicamente em versões híbridas e ganha inspiração direta no Ariya (SUV elétrico com estilo cupê apresentado em meados do ano).

A receita com traços mesclados de minivan e hatchback continua a mesma, mas agora está inserida dentro do que a Nissan chama de Timeless Japanese Futurism. A dianteira chama atenção pela sensação de agressividade, reforçada principalmente pelo desenho estilizado da grade e pelo formato pontiagudo dos faróis.

Galeria: Novo Nissan Note 2021

Em termos de tamanho, a nova geração ficou ligeiramente menor. Dados de fábrica indicam que a comprimento foi reduzido em 55 milímetros, enquanto a distância entre-eixos encolheu 20 milímetros. Apesar disso, a oferta de espaço interno não foi comprometida, em grande parte por conta das soluções trazidas a partir da plataforma CMF-B. Ainda na cabine, destaque para o painel totalmente redesenhado, quadro de instrumentos digital e sistema de entretenimento no estilo tablet.

Mecanicamente, o protagonismo é exercido pelo conjunto mecânico formado pelo motor 1.2 a gasolina, naturalmente aspirado, que serve como gerador para o motor elétrico e uma bateria de íon-lítio. Dados sobre potência e torque não foram revelados, mas a imprensa japonesa adianta 114 cv e 28,5 kgfm. Há também uma versão 100% elétrica equipada com tração nas quatro rodas e um motor elétrico em cada eixo.

Novo Nissan Note 2021

No Japão, onde o Note atual é o carro mais vendido da Nissan, as vendas serão iniciadas no final de dezembro. Os preços devem ficar na casa dos 2.029.500 ienes (cerca de R$ 105.500, numa conversão simples). Por lá, o Honda Fit é um dos principais concorrentes.

Fotos: Divulgação

Envie seu flagra! flagra@motor1.com