Projeto está "bem encaminhado", antecipa porta-voz da marca

Especulado pela imprensa internacional desde meados de 2017, o lançamento de uma nova geração da picape Frontier exclusiva para mercados da América do Norte parece finalmente estar próximo de acontecer. Em entrevista concedida recentemente ao site The Drive, o vice-presidente de negócios da Nissan na região, Fred DePerez, não apenas adiantou que o desenvolvimento da novidade está bem encaminhado como confirmou que a estreia acontecerá em breve. O executivo também se mostrou bastante entusiasmado com a chegada da nova picape e garantiu que "ninguém ficará desapontado".

Galeria: Nissan Frontier Midnight Edition - EUA

Conforme já adiantado, a nova geração terá a missão de substituir o modelo vendido desde 2004 e, ao que tudo indica, será bastante diferente da Frontier que temos no Brasil. A estratégia a ser seguida poderá ser semelhante à adotada pela General Motors, que desenvolveu a S10 para o Brasil e a Colorado para os EUA tomando como base o mesmo projeto original. O visual deverá adotar uma dose maior de robustez e as opções de carroceria serão mais numerosas, incluindo a variante de cabine estendida que não temos por aqui. "Está ficando ótimo", disse em referência ao design o vice-presidente de planejamento de produtos, Michael Bunce.

O interesse da Nissan por esta nova Frontier é estratégico e direcionado exatamente para o 'boom' vivido pelo segmento. Mesmo datada, a picape atual ainda vende consideravelmente bem e não faz feio diante das rivais mais modernas. Para efeito de comparação, em 2018 foram emplacadas só nos Estados Unidos 79.646 unidades, aproximadamente 30 mil a mais que a irmã maior Titan. A categoria é liderada pela Toyota Tacoma (245 mil unidades) e conta também com a participação de Chevrolet Colorado (135 mil), GMC Canyon, Honda Ridgeline e, mais recentemente, Ford Ranger e Jeep Gladiator.

Os números indicam que a demanda por uma camionete média ainda é bastante forte dentro da Nissan e certamente serão ampliados com a chegada da nova geração.

Fonte: The Drive