Próxima geração ficará maior, mais tecnológica e com design bem mais chamativo

Lançado em 2011 com porte compacto e design de certa forma acanhado, o Mitsubishi Mirage passará por uma verdadeira revolução na próxima geração. Graças à aliança firmada com o grupo Renault-Nissan, a marca aproveitará todo o know-how dos franco-nipônicos no segmento de compactos para subir o Mirage de patamar e transformá-lo em um hatchback de porte e nível idênticos ao de modelos como os novos Clio e March. Não por acaso, a plataforma a ser usada será a mesma base modular CMF-B e a promessa é caprichar no design para torna-lo tão atrativo quanto os primos de nova geração.

Galeria: Mitsubishi Mirage 2017

O design seguirá fielmente as diretrizes da filosofia de design "Dynamic Shield", com destaque para faróis bem afilados, grade frontal com contornos cromados e amplas entradas de ar no para-choque. A ideia é romper completamente com as linhas do Mirage atual e levar a nova geração para o lado mais emocional, conquistando a atenção dos clientes justamente por esse quesito. Comparativamente, a fórmula a ser seguida será a mesma aplicada pelo Nissan no March, cuja geração ainda hoje vendida no Brasil destoa completamente daquela oferecida na Europa (onde é chamado de Micra).

O lançamento está programado para acontecer no final do ano, provavelmente durante a abertura do Salão de Tóquio, que acontecerá entre os dia 23 de outubro e 4 de novembro. Além do Mirage, a Mitsubishi também trabalha na próxima geração do Lancer, que poderá adotar a plataforma CMF-C, também da Renault-Nissan.

Fonte: GoAuto