Picape adota novo visual e pode chegar por aqui no final de 2020

Lançada mundialmente em novembro do ano passado, a Mitsubishi L200 Triton reestilizada já foi registrada no Brasil, como mostra nesta terça-feira (5) a revista do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A picape adota a nova identidade de design da empresa, semelhante a de alguns SUVs como Eclipse Cross e Pajero Sport, incorpora mais equipamentos de segurança e um novo modo off-road com ajustes que variam de acordo com o terreno.

A imagem divulgada até agora no INPI mostra somente a parte dianteira da Mitsubishi L200 Triton. A mudança é óbvia, com a nova grade chamada de “Dynamic Shield”. Ela faz com que o desenho frontal tenha um formato em X, com faróis mais finos e luzes de neblina na horizontal acima do para-choque. Não é um design inédito, pois já foi adotado por outros carros da empresa. Estreou por aqui no Eclipse Cross. Embora o registro não mostre, ainda recebeu caixas de roda estendidas, lanternas atualizadas e para-choque modificado.

Mitsubishi L200 Triton 2019 - INPI

Na mecânica, a L200 Triton mudou pouco. Manteve o motor 2.4 turbodiesel de 181 cv (190 cv no Brasil) e 43,9 kgfm, mas trocou o câmbio automático de 5 marchas por um de 6 posições. O sistema de tração 4x4 recebeu uma atualização, oferecendo novos modos de condução como "Cascalho, Areia, Pedra e Lama/Neve", com diferentes ajustes para potência, transmissão e frenagem. A picape também foi equipada com freios a disco maiores nas rodas dianteiras e novos amortecedores traseiros.

Como todo o segmento ficou mais sofisticado, a L200 Triton teve que receber mais equipamentos. Agora traz itens de segurança como frenagem automática pré-colisão, sensor de ponto cego, alerta de tráfego cruzado e o Ultrasonic Misacceleration Mitigation, que reduz o risco de colisões caso o motorista acelere demais por engano durante uma manobra em espaço apertado.

Mesmo com o registro do desenho industrial no INPI, a nova Mitsubishi L200 Triton deve chegar ao Brasil somente no final de 2020, como adianta a revista Quatro Rodas. Fabricada em Catalão (GO), a versão nacional da picape recebeu uma mudança na grade frontal no início de 2018, como novidade da nova versão topo de linha.

Fotos: Divulgação