SUV será apresentado em março, no Salão de Genebra

Lançado em 2010, o Mitsubishi ASX passa agora pela mudança mais profunda nesses quase dez anos de vida. A terceira renovação do SUV mudou consideravelmente, adotando a nova identidade de design da empresa, com a frente chamada "Dynamic Shield", usada no Eclipse Cross, além de uma necessária atualização da cabine. Começará a ser vendido no resto do mundo ainda neste ano, após a apresentação no Salão de Genebra, em março. Não há previsão de quando chega ao Brasil.

A nova frente é alinhada ao que já vimos em outros carros da marca, como o Eclipse Cross e L200 Triton. Recebe faróis e lanternas em LED, além das cores vermelho Diamond, laranja Sunshine e marrom Oak. A Mitsubishi ainda redesenhou o para-choque dianteiro para deixar o ASX um pouco mais robusto. A mesma mudança foi feita no para-choque traseiro.

Do lado de dentro, a central multimídia ganhou uma tela de 8" (antes era de 7"). As versões mais caras contam com navegação pelo sistema TomTom com informação do trânsito em tempo real. A Mitsubishi ainda irá lançar um aplicativo para smartphones que mostra informações como o odômetro, velocímetro, avisos de manutenção e mais.

Assim como por aqui, o Mitsubishi ASX 2020 no resto do mundo usa o motor 2.0 aspirado a gasolina, combinado ao câmbio manual de 5 marchas ou ao automático CVT que simula 6 posições. A fabricante não deu nenhum detalhe técnico do motor, então há chances de que ele continue gerando 160 cv e 22 kgfm. Uma possível mudança é o fim da oferta da versão 1.6 diesel no resto do mundo, pois a marca não cita esta motorização em momento algum. Continuará sendo vendido em versões de tração dianteira e integral.

Veremos o Mitsubishi ASX reestilizado ao vivo no dia 5 de março, quando fará sua estreia no Salão de Genebra (Suíça). Aos poucos o veículo será levado para outros países, aparecendo no Salão de Nova York (EUA) em abril.

Fotos: Mitsubishi

'