Scooter ganhou mudanças visuais, painel digital e freios ABS

A Honda aproveitou para registrar uma série de novos veículos no Brasil, como mostrou a mais recente revista do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Além do inédito sedã compacto Amaze e do SUV HR-V reestilizado, a marca japonesa registrou ainda a PCX atualizada, que já estreou em alguns mercados asiáticos e não deve demorar a chegar por aqui. 

Honda PCX 2019 - INPI
Honda PCX 2019 - INPI

A primeira novidade é visual, trazendo um novo conjunto óptico com setas integradas, mantendo a iluminação por LEDs. Ao mesmo tempo, o escudo frontal foi redesenhado e recebeu um porta-objetos maior, preservando a tomada 12V para recarga de smartphones. Já o painel enfim passou a ter a parte central digital, com uma tela para o velocímetro e outros instrumentos como hodômetro e mostrador de consumo. 

Na parte técnica, a nova PCX teve o quadro alterado para abrigar os amortecedores traseiros em nova posição, mais recuada, para melhorar a absorção de impactos e evitar a famosa pancada de fim de curso. As molas também são novas, com funcionamento mais progressivo e suave. Já os freios receberam sistema anti-travamento ABS, que vem se somar ao recurso CBS de frenagem combinada. Em alguns mercados, o scooter foi reforçado com freio a disco também na traseira. Por fim, os pneus ficaram mais largos, com medidas 100/80 na traseira e 120/70 na dianteira.  

Honda PCX 2018
 
Honda PCX 2018

Outras mudanças incluem banco 3 mm mais alto (764 mm do solo) e com uma mola para segurá-lo aberto. Com o aumento da altura, o bagageiro ganhou mais 1 litro de capacidade. Em alguns mercados, a PCX herdou também um recurso da SH150i, sua irmã mais refinada, a chave presencial. O motor de 149,3 cc não sofreu alterações, mantendo os 13,1 cv e o sistema idling stop que desliga o propulsor em paradas curtas para reduzir o consumo de combustível.  

Honda PCX 2018

Scooter mais vendido do Brasil, o atual PCX está disponível em três versões: standard (R$ 11.272), DLX (R$ 11.778) e Sport (R$ 11.778). Um dos poucos pontos em que o modelo fica devendo em relação ao rival Yamaha NMax é justamente a ausência do ABS, falha que parece que será resolvida na linha 2019. O lançamento deverá acontecer no segundo semestre. 

Fotos: reprodução e divulgação

Galeria: Honda PCX 2019 - INPI