Marca será foco da Fiat-Chrysler e fará 7 lançamentos na região até 2022

A Fiat-Chrysler finalmente fez a esperada apresentação de seus planos até 2022 e começou com sua marca mais importante. Fiat? Que nada, falaram da Jeep. Seu futuro será a eletrificação, abandonando o uso de diesel na Europa. Entre a nova linha de produtos, a principal novidade é a confirmação de um modelo menor do que o Renegade, ainda sem data de lançamento. A empresa não falou muito sobre em quais mercados irá lançar cada carro, mas já ouvimos anteriormente que o sub-Renegade estaria sendo cotado para a América Latina. O único modelo confirmado pela empresa é um SUV de 7 lugares para a região, mostrado na apresentação como um veículo inédito.

Jeep: Plano 2018-2022

Cobrindo todo o mercado

A Jeep quer estar em 100% do mercado de SUVs. Lançarão um modelo abaixo do Renegade, com uma versão híbrida e definido como um carro "conectado". O Renegade terá sua nova geração até 2022, com variantes híbrida e elétrica, ganhando sistemas de condução autônoma. A Fiat-Chrysler espera atingir o nível 3 de autonomia até 2021. Nos próximos 5 anos, ainda veremos a reestilização do Compass, a nova geração do Cherokee e Grand Cherokee, dois novos SUV de sete lugares (um do tamanho do Cherokee e outro próximo do Grand Cherokee), a picape inédita da marca e a volta do Wagoneer.

Leia também:

Galeria: FCA: Plano 2018-2022 - Fotos da apresentação

De olho na América Latina

O crescimento da Jeep na região mostrou que ela pode ter força por aqui. Uma projeção feita pela empresa IHS mostra que o segmento dos SUVs deve chegar a 1,3 milhões de unidades anuais em 2022. Para não perder o bonde, a Fiat-Chrysler planeja lançar 7 modelos na região, entre novos veículos e reestilizações. Já conhecemos alguns deles: O Renegade passará por uma reestilização ainda neste ano (já flagrado em testes no Brasil) e teremos a nova geração do utilitário. O Compass, o mais vendido da Jeep no nosso mercado, também passará por uma mudança no design. A empresa já confirmou a vinda do novo Wrangler. Uma surpresa foi o anúncio do plano de vender um novo SUV médio de 7 lugares, sem nome confirmado. Tudo indica que será um modelo inédito. A fabricante ainda revelou que irá localizar mais um carro, embora não diga qual. Pode ser o SUV de 7 lugares, se ele utilizar uma variação da plataforma utilizada pelo Compass, ou o novo modelo abaixo do Renegade.

 

Segmento de entrada

Há tempos que a Jeep flerta com a possibilidade de fazer um novo carro de entrada com menos de 4 metros de comprimento, ficando abaixo do Renegade. A marca tropeçava em problemas de custo de produção, já que ele tem que ter pelo menos uma versão com tração 4x4 e que seja capaz de fazer a trilha de Moab (EUA), requisito para todos os carros da fabricante. Chegaram a uma decisão e irão produzir este modelo, que pode ser o retorno do nome Jeepster. Na apresentação, a Jeep só falou de vendê-lo na China e Índia. Porém, pode ir para mais mercados, já que Mike Manley, CEO da marca, disse que é um carro que teria espaço na América Latina e Europa.

Jeep: Plano 2018-2022

Futuro sem diesel

Embora exista uma forte ligação entre os carros 4x4 e motores diesel, a Fiat-Chrysler indica que irá deixar de utilizar este combustível. Ou, pelo menos, na Europa. A FCA vem enfrentando acusações de fraudes de emissões, da mesma forma que a Volkswagen. No lugar dos modelos diesel, a Jeep terá versões híbridas, que utilizarão motores elétricos para gerar torque em baixa velocidade e ajudar em situações mais extremas. Até o momento, falaram apenas do mercado EMEA (Europa, Oriente Médio e África), mas isso pode se estender para outros mercados após 2022.

Galeria: Jeep: Plano 2018-2022