Demanda pelo modelo no país caiu 26% no acumulado até março

A General Motors anuncia nesta semana mudanças no ritmo de produção do Chevrolet Cruze nos Estados Unidos. Conforme explica a marca, a fábrica de Ohio (que monta o modelo sedã, de forma a complementar o volume produzido também no México) passará a funcionar a partir do dia 18 de junho em apenas um turno de operação. A medida tem como objetivo evitar a formação de grandes estoques, tendo em vista as baixas vendas registradas nos últimos meses - no acumulado até março, por exemplo, o recuo é de consideráveis 26%.

Leia também:

"Como o mercado continuou a sofrer mudanças históricas, é necessário reduzir as taxas de produção e levar muito menos semanas para combinar a produção com a menor demanda por carros compactos", disse a empresa em comunicado enviado por email. "Ao olharmos para o mercado de compactos em 2018 e além, acreditamos que uma abordagem operacional mais estável para atender à demanda do mercado é o cronograma de apenas um turno", completou.

2017 Chevrolet Cruze Hatchback: Review

Segundo estimativas, o estoque formado até o final de março era de aproximadamente 45 mil unidades, o suficiente para abastecer o mercado por pelo menos 78 dias. Nos EUA como um todo, as vendas de automóveis têm registrado queda pelo quinto ano consecutivo. Só entre os compactos (segmento no qual o Cruze é enquadrado por lá) o recuo foi de 10% no primeiro trimestre. Enquanto isso, SUVs e picapes registram recordes.

Fonte: Automotive News

Galeria: Chevrolet Cruze Sedan 2017

Envie seu flagra! flagra@motor1.com