Câmbio manual será substituído por CVT, enquanto 1.5 turbo será opcional

O Chevrolet Cruze terá mudanças importantes na linha 2019, pelo menos para os Estados Unidos. Documentos publicados pelo National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) revelam que o sedã médio irá tirar de linha o câmbio manual, adicionando uma transmissão CVT e um novo motor, o 1.5 turbo.

Leia também:

Pelo que mostra o documento, o 1.5 turbo deve ser o mesmo que equipa a versão básica do Malibu, com 163 cv e 25,3 kgfm de torque. Também é utilizado pelo Equinox, com uma taxa de compressão menor, de 10.0:1, contra os 7.6:1 do SUV. Será um opcional para as versões mais caras do Cruze e deve trabalhar com o câmbio automático de 9 marchas. Outra novidade é o 1.4 abastecido com gás natural.

Chevrolet Cruze 2018

Já a outra adição será o câmbio CVT. O Cruze é um dos poucos sedãs no mercado norte-americano a manter uma versão com transmissão manual, só que o baixo volume de vendas levará a marca a tirá-lo de linha. O CVT virá para compensar a perda, embora ainda não haja informações sobre em qualquer configuração do sedã ele será oferecido.

Tanto o 1.5 turbo quanto o câmbio CVT são mudanças feitas pensando nos EUA e, possivelmente, o México (já que é produzido lá também. As chances dessas alterações afetarem o Cruze nacional são mínimas.

Fotos: Divulgação

Galeria: Chevrolet Cruze 2018