Marca japonesa desenvolveu o modelo para ser Pace-Car da Indy no Brasil

O lançamento era do novo Civic Si e o cenário, o belíssimo Autódromo Velo Città. Em ocasiões como essa, um modelo de porte semelhante é eleito para carro-madrinha, ditando o ritmo à frente da fila. Eis que surge, com um belo ronco esportivo, um exclusivo e preparado WR-V Turbo. Isso mesmo, um WR-V Turbo!

A surpresa geral tem uma justificativa. Assim como nos anos anteriores, a Honda prepara um carro para ser o Pace-Car da etapa de Fórmula Indy no Brasil. O que não rolou nesta história foi a corrida, mas isso não impediu o nascimento desta criatura.

Honda WR-V Turbo

A começar pelo visual, o WR-V Turbo preparado pela Honda tem várias personalizações exclusivas. A pintura vermelha é um mero coadjuvante diante das faixas em branco e preto que percorrem a lateral. A grade dianteira ganhou pintura em tom grafite, assim como a moldura inferior do para-choque. O teto e as barras laterais receberam pintura preta. Na traseira, um aerofólio contribui na aerodinâmica.

Leia também:

O visual mais invocado também é evidenciado pelo novo ajuste de suspensão, que deixou o carro bem mais baixo. As rodas de 17 polegadas, também com pintura na cor grafite, são calçadas com pneus 215/45 R17 ExtremeContact da Continental. Os freios também foram redimensionados, com discos maiores tanto na dianteira como na traseira. O sistema de escape foi alterado para dar mais vazão, o que, de quebra, conferiu um ronco mais grave.

Mas é debaixo do capô que está a cereja do bolo. O motor utilizado foi o conhecido 1.5 16V que originalmente entrega até 116 cv de potência com etanol, que com a adição de um turbo ganhou 50 cv adicionais. Já o torque passou de 15,3 kgfm para 19,4 kgfm, gerenciado por um câmbio manual de cinco marchas que não existe no WR-V "civil" (apenas no Fit). Mas não é só isso. Segundo a Honda, esta é uma configuração amansada apenas para esta atividade de lançamento do Civic Si, pois o projeto original do WR-V como Pace Car é entregar 211 cv apenas aumentando a pressão do turbo. 

Honda WR-V Turbo
Honda WR-V Turbo

Para completar, a única mudança na parte interna foram os bancos tipo concha de competição da Sparco com cinto de segurança de quatro pontos. 

Em 2012, a Honda preparou o Civic Pace Car Indy 300. Na ocasião, o sedã médio recebeu turbo em seu motor original 1.8 16V de 140 cv de potência e passou a entregar generosos 270 cv. Suspensão, freios e bancos esportivos também faziam parte do pacote. Em 2014 foi a vez do Fit receber um turbocompressor no motor 1.5 i-VTEC original. Como resultado, a potência máxima foi ampliada para 221 cv a 6.200 rpm enquanto o torque passou para 26 kgfm a 6.000 rpm, abastecido com etanol.

Vídeo e fotos: Fábio Trindade, de Mogi Guaçu

Honda WR-V Turbo - Indy Pace Car Concept