SUV será revelado no Salão de Moscou, em agosto

A Dacia revela que irá apresentar um novo SUV no Salão de Moscou (Rússia), no final de agosto, que está sendo chamado de “Super Duster” pela mídia local. Trata-se de um crossover no mesmo segmento, só que mais refinado e caro, que chegaria às lojas no país no começo de 2019. Este mesmo modelo ainda deve ser levado para China e Coreia do Sul, só que com uma mecânica diferente.

Leia também:

“Nossa proposta é um SUV compacto com a mesma plataforma do Duster e com o mesmo tamanho, mas posicionado de forma diferente”, explicou Bruno Ancelin, gerente de produto da Renault, ao site Challenges.

Ele terá duas versões diferentes. O modelo russo usará a mesma plataforma B0 do Duster, Logan e Sandero, com o logo da Renault. Ainda não falaram como ficará a relação com o Captur, que tem a mesma proposta. Seu design será reaproveitado para o modelo asiático, que terá plataforma CMF-B do Clio atual. Ainda não falaram sobre sua mecânica, mas deve adotar os mesmos motores usados pela nova geração do Duster na região.

Planos da Renault para SUV-cupê

Em 2017, a Renault havia confirmado em uma apresentação global que faria mais um SUV para mercados emergentes (incluindo Brasil), que ficaria no segmento C. Até então, era especulado que seria posicionado acima do Duster e Captur e que seria revelado no Salão de Moscou. Ancelin não revelou é este mesmo modelo ou se a marca terá dois SUVs no evento.

Embora a matriz tenha dito que faria mais um SUV para nosso mercado, a Renault do Brasil já olha com cautela para este investimento. Luiz Pedrucci, presidente da marca para o país, diz que todos os planos da marca estão em espera, enquanto aguardam por uma definição do governo sobre o novo regime automotivo. Segundo o executivo, a empresa não quer arriscar fazer um investimento e o governo decidir algo diferente. Este novo crossover é um dos projetos congelados.

Fonte: Challenges
Fotos: Divulgação

Galeria: Dacia Duster 2018