Versão para deficientes fica sem rádio e monitoramento de pressão dos pneus

Fora de catálogo desde setembro, a versão para PCD do Hyundai Creta volta a ser vendida pela fabricante. Na época, a marca disse que interrompeu a disponibilidade do modelo para conseguir atender a todos os pedidos feitos. Só que ele não volta do mesmo jeito. O novo Creta Attitude 1.6 PCD perdeu parte dos equipamentos de série, mas o preço foi mantido em R$ 69.990.

Leia também:

Carro mais vendido para o público PCD, o Creta Attitude usa o motor 1.6 16V de 130 cv e 16,5 kgfm, com câmbio automático de 6 marchas com trocas sequenciais. Difere visualmente do modelo convencional, com protetores dos para-choques dianteiro e traseiro em preto fosco. Por dentro, as maçanetas perdem o acabamento cromado.

Hyundai Creta loja BR

Também ficou mais pobre em equipamentos. Perdeu rádio Blue Audio com entrada USB e conexão Bluetooth, volante multifuncional, sistema de monitoramento de pressão dos pneus, barras no teto e tampa interna (bagagito) do porta-malas. De acordo com a Hyundai, a mudança foi necessária para conseguir manter o preço do carro no limite de R$ 70 mil imposto pelo governo.

Por fim, a Hyundai não quer correr o risco de não conseguir suprir a demanda. Então criou o Regime de Alocação de Cotas. Cada concessionário terá uma cota mensal para 60 dias, feita de acordo com o volume de produção e o histórico de vendas da loja para o público PCD. A marca espera que, assim, não envie unidades demais para locais de pouca procura e consiga direcionar os clientes para os lugares que têm o produto em estoque.

Fotos: Divulgação e Motor1.com

Avaliação Hyundai Creta 1.6

Foto de: Redação