Geração anterior já não é mais vendida. Oitava versão do sedã tem motores 2.5 de 206 cv e 3.5 V6 de 305 cv

O fim da produção da geração passada do Toyota Camry faz com que o sedã deixe de ser vendido no Brasil - ele já saiu do site da marca, com o fim do estoque. A boa notícia para os fãs do modelo é que a fabricante confirmou ao Motor1.com a estreia do novo Camry, previsto para chegar entre dezembro e janeiro. Preços ainda não foram divulgados. A versão antiga era vendida por R$ 204.990.

A nova geração do Toyota Camry foi apresentada no Salão de Detroit (EUA), em janeiro. É o terceiro carro da marca a utilizar a plataforma modular Toyota New Global Architecture (TNGA), depois do híbrido Prius e do crossover compacto C-HR. Essa mesma base será usada na próxima geração do Corolla e no hatch Yaris.

Leia também:

O sedã ficou bem mais agressivo no quesito design. Aposta em linhas mais próximas às da Lexus, divisão de luxo da Toyota. A grade frontal forma um X que vai da base do para-choque até o começo dos faróis. Na traseira, as lanternas são longas, e cada uma tem uma saída de ar bem fina na vertical posicionada logo abaixo.

O interior é totalmente diferente. Continua usando acabamento em couro e detalhes de madeira, porém aposta em outro desenho. Todo o painel foi criado para dar foco ao sistema multimídia, gerando um contorno em volta da tela e dos botões. É mais conservador no cluster de instrumentos, que inova apenas na adição de uma tela colorida para o computador de bordo. O volante é bem próximo ao que a Toyota já utiliza em outros modelos.

 

Galeria: 2018 Toyota Camry

 

Como é um modelo mais caro, vem bem mais equipado. Tem dez airbags de série (frontais, laterais, de cortina para as quatro portas e de joelhos para os dois passageiros da frente), assistente de permanência em faixa, faróis inteligentes (que reduzem a intensidade ao notar um carro vindo na mão contrária), sistema pré-colisão com sensor de pedestres e mais itens de segurança. A central multimídia tem uma tela sensível ao toque de 8” e utiliza um novo sistema, com navegação por GPS.

Fica a dúvida de qual será a motorização disponível no Brasil. Lá fora, conta com o motor 2.5, de 206 cv e 25,4 kgfm, e que pode subir para 209 cv e 25,7 kgfm na versão intermediária. Esse mesmo motor é utilizado na variante híbrida, com uma potência combinada de 211 cv. O modelo mais cara utilizada o 3.5 V6 de 305 cv e 36,9 kgfm de torque máximo. Com exceção do híbrido, que usa câmbio CVT, todas as demais versões utilizam a transmissão automática de 8 marchas.

Fotos: Divulgação e Motor1.com

Galeria: 2018 Toyota Camry: Detroit 2017

Foto de: Chris Amos